sexta-feira, junho 10, 2011

Fast-food é capaz de controlar sua mente

NOVA YORK (Reuters) - É oficial. Aquele balde de sorvete realmente pode controlar seu cérebro e dizer "me coma".
Um estudo americano pelo Centro Médico UT do Sudoeste em Dallas descobriu que a gordura de alguns alimentos tais como sorvete e hamburgueres vão direto para o cérebro.
Uma vez lá, as moléculas de gordura acionam o cérebro para enviar mensagens para as células do corpo, alertando-as para ignorar os sinais que suprimem o apetite da leptina e insulina, hormônios envolvidos na regulação do peso - o que pode durar até três dias!!!
"Normalmente, o nosso corpo é preparado para dizer que quando nós comemos o suficiente, mas isto nem sempre acontece quando estamos comendo algo saboroso", afirmou em um comunicado a pesquisadora Deborah Clegg.



"O que nós mostramos neste estudo é que toda a química do cérebro de uma pessoa pode mudar em um período muito curto de tempo. Nossos resultados sugerem que quando você come algo com elevado teor de gordura, seu cérebro leva uma "pancada" de ácidos graxos, e você se torna resistente à insulina e leptina.
"E já que você não recebe a ordem para parar de comer, você acaba comendo demais".
Os pesquisadores também descobriram que um tipo específico de gordura - o ácido palmítico, que é encontrada na carne, manteiga, queijo e leite, - é particularmente eficaz em instigar esse mecanismo.
O estudo foi realizado em ratos e camundongos, mas os cientistas dizem que seu estudo, publicado no Jornal de Investigação Clínica, reforçaram recomendações comuns de dietas para limitar o consumo de gordura saturada pois elas "fazem com que você comer mais."
O estudo foi conduzido expondo ratos e camundongos a gordura de diversas formas - através da injeção de vários tipos de gordura diretamente no cérebro, através da infusão de gordura na artéria carótida ou alimentar os animais através de um tubo no estômago três vezes por dia.
Os animais receberam a mesma quantidade de calorias e gorduras e somente o tipo de gordura foi variada. Os tipos incluíram ácido palmítico, ácidos graxos monoinsaturados e insaturados, o ácido oléico que é encontrado em óleos de oliva e uva.
"Este tipo de ação foi muito específica para o ácido palmítico, que é muito rica em alimentos que são ricos em gordura saturada", disse Clegg.
Fonte:

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo