terça-feira, outubro 04, 2011

Fanáticos por Crepúsculo e suas Aberrações

Americano é esfaqueado por se recusar a participar de ritual vampiresco

O mundo é cheio de histórias bizarras, como a de Aaron Homer, que se declarou culpado por esfaquear o amigo que morava com ele, simplesmente porque ele se recusou a deixar que Aaron e sua namorada, Amanda Williamson, chupassem seu sangue durante um ritual vampírico.

A vítima, Robert Maley, foi esfaqueada por “motivos religiosos”. Aaron e Amanda estavam realizando uma cerimônia de vampiro em 03 de outubro, e pediram que Robert participasse, deixando lhes chupar seu sangue. Quando ele se recusou, Aaron atacou seu braço esquerdo com uma faca.

A polícia encontrou o jovem coberto de sangue e descobriu a faca debaixo de um colchão do quarto do apartamento. As primeiras declarações de Aaron indicavam que Amanda tinha sido atacada por Robert, e em seguida o havia esfaqueado em autodefesa. Mais tarde, Aaron admitiu ter esfaqueado Robert porque ele tinha feito graça da religião do casal.

A polícia disse que Robert fugiu do apartamento após ser esfaqueado, porque já tinha vários mandados para sua apreensão. Ele deixou um rastro de sangue, no entanto, o que levou a polícia diretamente a ele, a algumas quadras de distância da residência.

Robert disse à polícia que o casal gostava de “coisas de vampiro e paganismo”, e admitiu que já havia permitido que os dois chupassem seu sangue durante um ritual anterior. Porém, quando ele recusou uma segunda participação, Aaron ficou furioso e lhe atacou. De qualquer forma, violência, quando é misturada com esquisitice, parece ser perdoada mais cedo: ontem, 21 de março, um juiz sentenciou Aaron a três anos de liberdade condicional.

Jovem assassina diz ser vampira – e lobisomem

Vampiros existem. Ou pelo menos alguns jovens acreditam que são esses seres sugadores de sangue. Stephanie Pistey, uma adolescente da Flórida (EUA), é acusada de seduzir um garoto de 16 anos de idade, o levando para uma área remota onde seria assassinado. A história já é trágica, mas tem um contexto ainda mais bizarro: Stephanie e quatro amigos fazem parte de uma seita de vampiros – e ela afirma que também é um lobisomem.

Em entrevista a uma emissora de TV, Stephanie disse: “Desde que eu tenho 12 anos é como se cada fibra do meu corpo fosse parte vampiro e parte lobisomem”. Ela afirma que, como parte dos rituais de seu vampiro, pelo menos em uma ocasião bebeu o sangue de seu namorado (e co-réu) William Chase.

Existe algum motivo para não culpar Stephanie e seus amigos pela insanidade? Parece improvável, já que nenhum deles apresenta marcas de mordida de vampiro, e nem mataram a vítima com caninos afiados. Alegar que é um vampiro ou lobisomem não tira a culpa de ninguém por um crime.

O fato é que algumas pessoas fissuradas em vampiros se empolgam mais do que o normal com as obras de Bram Stoker, Anne Rice, Stephenie Meyer e Stephen King, para citar alguns nomes. Pessoas são atraídas para a subcultura vampira pelas mesmas razões que pessoas são atraídas por qualquer subcultura: por um senso de comunidade e de interesses em comum. Algumas pessoas usam capas, outras têm implantes dentários de vampiros presas. Nas seitas mais radicais, bebidas de sangue são envolvidas.

Na cultura pop em que vivemos, vampiros são muito atraentes, misturando elementos de poder, romance, misticismo, erotismo e imortalidade. Considerando toda essa popularidade, não é surpreendente que muitas pessoas aleguem serem vampiros – e algumas delas também se tornem assassinas. [Life'sLittleMysteries]

Mulher fã de Crepúsculo tatua suas costas inteiras com o rosto dos artistas

O que é ser um verdadeiro fã de Crepúsculo? Daqueles realmente devotos? Participar de um fã clube do Robbert Pattinson? Ter decorado os livros? Para Cathy Ward nada disso era suficiente – então ela tatuou suas costas inteiras com os rostos dos atores principais dos filmes.

Cathy, com 49 anos, fez a tatuagem para agradecer aos personagens da série adolescente por terem, de certa forma, ajudado a fazer com que ela perdesse peso.

Exatamente, apesar de não parecer haver uma conexão direta, a senhora realmente acredita que a séria a ajudou a perder peso. Segundo ela, ler e assistir aos filmes impediu que ela se empanturrasse de comida e fez com que ela diminuísse consideravelmente de tamanho em apenas seis meses.

Cathy disse que só precisou assistir os primeiros minutos do primeiro filme para ficar encantada com a história. Depois disso, ela comprou todos os filmes e livros e dedicou a maior parte do seu tempo livre à série.

Depois de perder peso, Cathy percebeu que isso aconteceu graças à Crepúsculo, então ela decidiu fazer uma pequena tatuagem em homenagem aos personagens. Só que logo a pequena tatuagem virou uma grande tatuagem, que agora cobre as costas inteiras dela.

Ela passou 22 horas na cadeira do tatuador e pagou 3 mil reais pelo trabalho dele. Mas ela não se preocupou com o dinheiro – afinal, durante os seis meses da dieta crepúsculo, ela deixou de comprar muitas bobagens para comer.

Como é uma grande fã de Robert Pattinson (surpreendente, não?), ela decidiu que também vai tatuar o ator em sua barriga. Ela espera conhecer o elenco de Crepúsculo algum dia, para surpreender os atores com suas tatuagens – agora resta saber se será uma surpresa agradável ou não. [OddityCentral]

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo