domingo, julho 08, 2012

Qual a necessidade da 'igreja instituição'?

Penso que é um tema aliciante e que merece ponderação dos que frequentam a tal igreja instituição, isto mesmo, é as instituições religiosas com placas de igrejas, os lugares ou prédios ou galpões com nome de “igrejas”, as igrejas evangélicas, mais explícito ainda, as denominações, também chamadas de congregações cristãs, também a católica, o espiritismo, e tudo que se vive da Bíblia disfarçado pelo cristianismo, juntando as demais religiões, enfim, o sistema religioso como um todo.

Então vamos ponderar!

Quando meditamos na Palavra (contida na Bíblia), e voltamos ao inicio da caminhada dos discípulos de Cristo (a Igreja edificada pelo Messias, Mateus 16.18), iremos encontra-los sendo perseguidos pelos religiosos, e, por conseguinte, “escondidos” nas casas, até em tumbas.

Os primeiros cristãos, foram perseguidos pelos religiosos judeus, depois, pelos religiosos em Roma (donde originou o cristianismo por vontade de Constantino & cia religiosa); os seguidores de Cristo eram mortos em nome das religiões [“E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote.” – Atos 9].

Houve um longo período de perseguição, dos cristãos, até aos incrédulos; a igreja católica matava em nome do “seu” Cristo crucificado (ver, por exemplo, as Cruzadas);

Em meados na idade média, além de outros, o monge católico, Martinho Lutero, dando ênfase ao estudo da Palavra, traz um novo horizonte ao meio das trevas em que vivia a humanidade, perseguições aos que não se submetiam ao clero, e o enriquecimento de poucos infaustos em nome do Criador.

Podemos notar, que a humanidade, desde seus primórdios, sempre foi refém (por falta de “vergonha na cara”) dos religiosos.

Em um passado recente, a igreja gentílica apregoada pelos apóstolos (os verdadeiros, não os de nosso tempo), tem sofrido perseguições.

Derradeiros de um tempo em que a chamada “igreja” usurpava dos menos esclarecidos, analfabetos, leigos e displicentes, iniciou-se uma nova caminhada chamada de “reforma protestante”, que, negligenciando a busca de Lutero e de outros, adentraram aos moldes católicos, filhos bastardos da hipocrisia e da soberba eclesiástica, nascendo então, a “igreja evangélica” disfarçada de “protestante” (aliás, Lutero protestou contra o “papa” e jamais intentou criar uma “outra” igreja).

Deixemos alguns séculos passados, e nos coloquemos em nosso tempo atual; eis, pois, aqui estamos analisando a igreja instituição num país de corruptos que usam desta galinha dos ovos de ouro como palanque.

E é neste sentido que quero ponderar o que muitos negligenciam ou se fazem de tolos, por que a igreja instituição (tudo o que acima foi exposto) em nada tem trago do ensinamento de Cristo aos Seus discípulos, em nada podemos aproveitar de útil ao próximo e aos necessitados, antes, podemos denominar as chamadas “igrejas” de desnecessárias, ou então dizer que...

... a igreja instituição tornou-se em ‘exclusividade’ de alguns poucos “santinhos religiosos” (seus donos e fundadores, os mercenários, charlatões);

... a igreja instituição formou-se em patamar da ostentação religiosa, onde alguns poucos “sabidinhos” se passam por mais conhecedores, e pregam sermões que inflamam os corações de trouxas e meninos na fé;

... a igreja instituição depois de firmar-se na preponderância, na soberba religiosa e ostentar nas costas de pessoas humildes e simples, enriquece e a cada dia cresce em número de membros, pela quantidade, e encolhe-se diante do Pai da Salvação - Yaohushua, pela qualidade, por sua exaltação e soberba.

Dentre tantos outros abestalhados religiosos, posso e devo enumerar alguns como:

- Me provem o contrário, pois a Palavra (contida na Bíblia) não usa homens para fundar organizações religiosas e não dá o direito de pedir ofertas para “abrir” outras “igrejas”; 
- não permite homens religiosos (pastores, bispos, padres) usufruir das ofertas dos fiéis para enriquecer;
- não usa religiosos para amarrar o diabo e nem para cobrar ofertas através de boletas;
- não usará de ninguém para pregar asneiras e vender quinquilharias suadas;
- nunca usará um casal como os Hernandes, os religiosos mais hipócritas que a igreja evangélica já produziu;

Provem-me o contrário, pois a Palavra (contida na Bíblia) nunca trouxe ensinamento de Cristo para se fundar ou criar lugares ou locais com nome de “igreja”, a tal igreja instituição.

Diante tudo o que foi exposto e pela verdade contida na Palavra de Yaohu, se conclui que a necessidade da maioria que se diz "igreja instituição" está em enganar, afanar, ludibriar, iludir, logar, induzir ao erro, fazer cárceres religiosos de pessoas menos favorecidas com a ideia de que o Criador Celeste favorece aos que entregam dinheiro nos lugares religiosos...

... e ainda, o que é mais repugnante e nojento, está nos tolos e trouxas que sustentam aos pastores, bispos, padres, e na manutenção das instituições religiosas com nome de "igrejas" com ofertas e dízimos.

Outrora a 'Igreja de Cristo' foi perseguida (e ainda é)...

... hoje, os discípulos de Cristo são perseguidos pelos donos e dirigentes (os pastores, bispos, apóstolos, reverendos) da 'igreja instituição'.

A 'igreja instituição' é desnecessária por que a maioria de seus fundadores possuem má conduta, são charlatões, roubam quando pedem (ou obrigam) os dízimos e ofertas, são mentirosos, e homens corruptos da moral, insanos, repugnantes, a maioria são estudiosos que não possuem escrúpulos em ofender aos que lhes opõem ou lhes repreendem com a verdade do Salvador.

2 comentários :

  1. infeliz o seu comentario de sair dos primeiros cristão e ja comparar as cruzadas vai procurar comunhão, la vc vai ser curado desa magoa. vi um link para vc.
    Um crente sem igreja é como uma criança sem família, um soldado sem exército, um jogador sem equipa, uma brasa sem braseiro, um estudante sem escola, um marinheiro sem navio, uma ovelha sem rebanho.

    Nós não temos de pertencer a uma igreja para sermos salvos, mas se formos salvos passamos a pertencer à Igreja.

    A Bíblia diz para não desprezarmos a Igreja (1 Cor. 11:22). Diz para andarmos nela (1 Tim. 3:15). É tão importante que o Senhor amou-a "e a Si mesmo se entregou por ela" (Efé. 5:25).

    Tomé perdeu muito por não se ter reunido certa ocasião com os seus irmãos. Granjeou com isso a alcunha de “incrédulo”. A experiência de Tomé demonstrou que, quando a igreja se reúne, o Senhor manifesta-se ao crente duma forma como não se manifesta quando este está isolado. O Senhor não apareceu a Tomé em casa mas no Cenáculo, aos discípulos reunidos. Há, de facto, uma bênção exclusiva reservada para nós quando nos reunimos, que nunca teremos se estivermos sós.

    Tomé perdeu muito por se ter ausentado (João 20:19-27).

    1. Perdeu a comunhão do Senhor Jesus, que prometeu: “Neles habitarei, e entre eles andarei” (2 Cor. 6:16).
    2. Perdeu a bênção do Mestre: "Paz seja convosco" (v. 21).
    3. Perdeu a alegria que aconteceu -- "os discípulos se alegraram, vendo o Senhor" (v. 20).
    4. Perdeu uma comissão para servir: "Assim como o Pai me enviou, também Eu vos envio a vós" (v. 21).
    5. Perdeu a confirmação do poder prometido: "E, havendo dito isso, assoprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo” (v. 22).
    6. Perdeu a certeza de que Cristo ressuscitara dos mortos! Ele perdeu a fé. Ficou conhecido como “Tomé o incrédulo” (v. 27).
    7. Perdeu a bênção do Ressuscitado — d’Aquele que insufla vida onde há morte. É maravilhoso ver como aquele ajuntamento transformou crentes mortiços em testemunhas vivas e ousadas.

    O que Tomé perdeu por estar ausente naquele culto, todos nós perdemos quando não nos reunimos com a igreja!

    Por via do contraste atentemos para os dois discípulos que iam a caminho de Emaús:

    Em Lucas 24.13 vemos que eles viraram as costas a Jerusalám, onde estavam os seus irmãos. Deixaram a comunhão dos irmãos. Não é de estranhar que os seus olhos estivessem como que fechados (v.16). Não surpreende que fossem tristes (v.17). E, no versículo 31, quando o Senhor se lhes revelou não admira vê-los voltar a Jerusalém – à comunhão dos seus irmãos (v. 33).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo !!você sabe o que é Igreja??
      onde dois ou tres estivrem reunidos em meu nome, ali estarei.

      voce sabe qual é o nome do Pai(criador) e do seu filho, nosso Salvador............Provérbios 30:4

      Excluir

Blogger Template by Clairvo