sexta-feira, abril 26, 2013

Bebê queimado até a morte na fogueira por seita chilena

A que ponto chega a insanidade humana?

Um bebê de três dias de idade, foi jogado em uma fogueira e queimado até a morte em um ritual horrível porque um líder de seita tinha decidido que era o anticristo e que o fim do mundo estava próximo.

A polícia do Chile prendeu quatro pessoas acusadas de participar do ritual em que o bebê foi colocado em uma placa com sua boca amordaçada antes de ser jogado nas chamas.

O bebê foi levado para uma colina na cidade de Colliguay perto do porto chileno de Valparaíso em 21 de novembro, onde o ritual ocorreu. 

Investigação: O suposto ato foi realizado em uma casa em Collguay

A mãe do bebê, de 25 anos de idade, Natalia Guerra, supostamente aprovou o sacrifício. Miguel Ampuero, da Unidade de investigação da Polícia, o equivalente do Chile do FBI, disse: "O bebê estava nu."

"Eles prenderam fita em torno de sua boca para impedi-la de gritar. Então eles colocaram ela em uma placa. Depois de chamar os espíritos e jogou na fogueira vivo."

Ramon Gustavo Castillo Gaete

Procurado: autoridades chilenas disseram que a seita de 12 membros que jogou o bebê em uma fogueira foi formada em 2005 e foi liderada por Ramon Gustavo Castillo Gaete, 36 anos, que continua foragido.

"Todos nesta seita era um profissional", disse Ampuero. "Temos alguém que era um veterinário e que trabalhou como assistente de vôo, temos um cineasta, desenhista. ' Todo mundo tem um diploma universitário.

A polícia disse Castillo Gaete, o líder, foi visto pela última vez viajando para o Peru para comprar ayahuasca, uma bebida alucinógena que ele usou para controlar os membros do rito.

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo