quinta-feira, abril 18, 2013

Rumores cênicos de Guerra

Então, todo mundo já anda ouvindo esse "barulho" todo de guerra e o atrito entre as Coreias.

Os EUA são o único país que sempre se mete em toda e qualquer guerra ou conflito armado no mundo. Essa das Coreias, os EUA provocaram e provocaram os Norte Coreanos com manobras militares até o ponto onde se encontra.

Pra mim, todo esse "circo" está sendo muito bem arquitetado. Depois do 11/9 Bush já deu a dica avisando o que viria pela frente ao citar o chamado "Eixo do Mal". Os países que estavam na sua "listinha negra". Os países são: Iraque, Irã, Coreia do Norte, Cuba, Líbia e Síria. Eu incluiria a Venezuela também.


No caso, tanto Cuba quanto Venezuela eram "café com leite". Sem nenhum poder militar preocupante. Só lembrando da famosa "Crise dos Misseis" em 1962 que foi um dos momentos de maior tensão da Guerra Fria (outra estratégia).

Cuba hoje quase sem Fidel, suportaria alguma pressão? Eu acho que não.

Atualmente a "pedrinha no sapato" que era Hugo Chaves, morreu de câncer aos 59 anos de forma meio estranha, mas nem vou entrar nesse assunto. Ou seja, essas novas eleições, um novo comandante? Tem dedo sujo aí com certeza. Resumindo, a Venezuela está entregue aos "abutres". É só notar a simbologia na cerimônia do funeral dele. Digamos que Chaves recebeu o "beijo da morte".


Em 25 de Janeiro de 2011 começaram as manifestações no Egito. A chamada "Revolução do Nilo" derrubando Mubarak. Em seguida, a Líbia também teve suas manifestações contra o governo e só com a morte de Gaddafi, o "bode espiatório" da vez é que ficou do jeito que eles queriam. Toda a "estória" que a mídia convencional contou sobre ele tem inúmeras controvérsias, mas esse também é outro assunto.

Daí, na sequência a bola da vez foi a Síria. Mais uma guerra civil organizada e arquitetada. Ambos conflitos por causa de mudanças radicais em seus governos. Curioso que em 25 de junho de 2010, Bashar al-Assad, presidente da Síria iniciou uma série de viagens pela América Latina, visitando tão somente: Cuba, Venezuela, Brasil e Argentina. Em 2011 começaram os protestos dos opositores que supostamente cobravam as promessas de reforma democrática que segundo dizem, estavam atrasadas. Sabemos que os protestos não foram só protestos e houveram muitos ataques armados. Diante disso, o presidente autorizou intervenção militar, o que piorou a situação. A ONU chamou convenientemente isso de "repressão do governo ao povo" e condenou aprovando as "Sanções" contra o governo Sírio. Virou uma festa midiática sobre crimes contra a humanidade.

E o povo caiu que nem um patinho. Tudo isso pra derrubar mais um presidente e ter o caminho livre. Mesmo assim, ele permanece até hoje. De qualquer forma, a Síria foi totalmente desestabilizada. Por diversas vezes, Bashar al-Assad afirmou que seu país é vitima de uma "conspiração estrangeira", envolvendo terrorismo, com o objetivo de desestabilizar a Síria. Novidade... Pode apostar que isso ainda não acabou. É questão de tempo pra que eles iniciem novas tentativas.



Bom, o Irã já era alvo dos EUA a algum tempo que alegava que o governo de Ahmadinejad estava enriquecendo urânio para criar uma bomba nuclear. Fizeram tanto alarde sobre isso que foi uma outra festa mediática. Mesmo assim, nunca ficou provado nada. Entretanto as tensões continuam.

Ahmadinejad ganhou mais ainda o "ódio" do governo americano quando em 2011 na 65ª Assembleia Geral das Nações Unidas "denunciou" os EUA e as outras potências ocidentais por vários crimes contra a humanidade, em especial os ataques do 11/9, afirmando ter sido umauto-atentantado do governo para justificar os ataques ao Iraque. Uma pisadinha no calo dos EUA visto que cerca 70% dos cidadãos americanos acreditam que de fato a versão oficial do 11/9 não cola. Isso já tá mais que manjado.


Já agora sobre a Coréia do Norte, mesmo depois do alarde de anos em que os EUA vinham fazendo "eco" de que os norte coreanos vinham desenvolvendo bombas nucleares, agora Obama minimiza o "problema" afirmando que possivelmente eles não tiveram essa capacidade pra criar tais bombas. Quer dizer, parece aquela música do Titãs: Não é o que não pode ser que não, é o que não pode ser que não, é o que não pode ser que não é...(rs).


Bom, o que está claro e muita gente não "Vê" é que se não fossem os inúmeros exercícios militares com navios de guerra em formação dos EUA em conjunto com a Coréia do Sul na divisa com águas Norte Coreanas, a Coréia do Norte estaria sem motivos para ameaçar quem quer que seja. Ou seja, mais uma estratégia para criar conflitos. Agora o mundo tem mais um "vilão" além do Ahmadinejad.




Hoje a situação é a seguinte:






E aí...vai ou não vai ter essa guerra? É provável que haja sim alguns conflitos sérios e até pode ser um pouco pior, tipo uma terceira guerra mundial(?) Entretanto, tenho minhas dúvidas. De qualquer forma, tenho 100% de certeza que bombas nucleares não irão explodir. A Elite que orquestra todo esse circo criou as duas primeiras guerras mundiais para em seguida ter uma justificativa coordenada para criar as instituições supranacionais como ONU, FMI, OMS, OMC, TPI e outras tantas que agem em paralelo. Um complexo, ou eu diria confuso Capitalismo X Comunismo. Uma estratégia de globalização capitalista para doutrinar as nações sob uma Nova Ordem Mundial para a "solução" de todos os problemas ... (os problemas de quem?).

Fica claro a estratégia: Problema - Reação - Solução.

Problema, reação, solução é a mesma coisa ordem sem caos, funciona assim: Você quer mudar o mundo de maneira que saiba que se fizer abertamente terá uma forte resistência pública, como toda essa mudança orwelliana acontecendo hoje em dia, então você não faz abertamente, você usa essa técnica:

  • Estado 1: você covardemente cria um problema, pode ser um ataque terrorista, guerra, movimento contra uma moeda, qualquer adequação a solução que queira promover e voltamos ao que eu estava falando antes, então você diz ao público, através de um questionamento a grande parte da mídia, a versão daquele problema que você quer que eles acreditem: Oswald matou Kennegy com um tiro nas córneas, esse incrivelmente eficiente, efetivo, terrorismo em 11/09 foi orquestrado por um cara em uma caverna no Afeganistão, de um telefone móvel. Se você quer que as pessoas acreditem, você tem que criar um falso vilão para esconder a verdade por trás disso.
  • Estado 2: as pessoas, nesse estado, vão reagir com medo, sem raiva, e o efeito é: algo tem que ser feito, isso não pode continuar, o que eles farão a respeito? E no ponto em que você cria o problema, mostra ao público que algo tem que ser feito, você então oferece albertamente as soluções para os probelmas que você mesmo criou.
  • Estado 3. Isto é o que Tony Blair disse depois de 11/09: ”O mundo esta mudando e nunca mais será o mesmo.” 
Texto completo em: www.oarquivo.com.br/index.php

Por tanto, a moral da história é ELIMINAR os "falsos opostos", ou seja os países contra o regime capitalista, sem o qual fica impossível a complementação do plano de se chegar a essa Nova Ordem Mundial. Por isso foi chamado de "Eixo do mal" por Bush. Em seguida, acredito que em paralelo a isso, o país-império, ou seja, EUA, terão sua queda assim como outros impérios na história. Já notou a simbologia do império Romano e dos EUA? A mesma águia! A mesma águia de Hitler ... E se você cavar, vai achar muito mais.

Pra mim, todo o cenário não cheira bem, visto que até Ahmadinejad já pediu uma Nova Ordem Mundial. E também o Kim Jong-un.

EIS O VERDADEIRO EIXO DO "MAL":

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo