domingo, junho 09, 2013

A África que os brasileiros não conhecem


Existe um “mundo” lá fora que os brasileiros não conhecem. Um mundo riquíssimo culturalmente, mas que o poder estabelecido faz questão de ocultar, é totalmente boicotado.


Funciona assim, a mídia oculta o que vale a pena ouvir e ver e ao mesmo tempo financia e promove o que não presta, o que é nocivo para a alma e aos ouvidos. Engenharia social para destruir uma sociedade com o que há de pior. Enquanto no Brasil a população se conforma com “funk”(o marketing do narcotráfico para atrair mais consumidores) e “pagode” como sendo a “legítima expressão brasileira”, sendo isto exportado como “cultura brasileira”, na África encontramos artistas produzindo música com qualidade como Dobet Gnahoré, Diogal ou Baro.

O mesmo acontece com o continente africano, no ocidente nos vendem a imagem de uma terra tribal e primitiva, onde só existem leões, elefantes e bosquímanos com a bunda de fora. Ouça Chimamanda Adichie sobre “Os perigos de uma história única”. Os “amos do mundo” manipulam a história e a contam conforme seus interesses.

Vender a imagem de um Brasil onde só têm “macacos” comendo banana, “mulatas fáceis” e africanos onde só existem “bosquímanos primitivos” favorece à quem?

Nota-se que quando uma população aceita passivamente o que lhe é imposto pela mídia, está condenada a não ter personalidade nem opinião própria sobre nada, ao mesmo tempo em que vai perdendo sua identidade cultural, cada indivíduo apenas repete o que é ditado pelo establishment.

Existem vários músicos brasileiros excelentes que não possuem acesso às rádios e TV’s, não é por um acaso, manter a sociedade ignorante, agressiva e em baixa vibração é o objetivo da elite estabelecida, não só no Brasil como em todos os países latinoamericanos. Na Argentina existe uma “coisa” chamada “cúmbia”, também outro produto da indústria illuminati para manter os jovens no submundo da ignorância e pornografia.

Através do som estão destruindo gerações de jovens com “músicas” contendo apologia às drogas, à violência, ao crime, à prostituição, à pornografia e à pedofilia. Isto não ocorre por um acaso, faz parte da agenda de destruição de valores morais, éticos e culturais de um povo.

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo