segunda-feira, julho 15, 2013

A experiên­cia científi­ca para criar uma parte do sol na Terra

O projeto científico mais caro de todos os tempos, com um custo estimado entre 13 e 16 bilhões de euros, pretende descobrir o mistério da energia obtida através de fusão nuclear através da construção de um reator experimental, o ITER. Trata-se de um projeto faraônico que surgiu em função do inexorável esgotamento das fontes energéticas naturais que até hoje forneceram energia para o planeta.

A imensa potencia obtida pela fusão nucleica dos átomos é um sonho da comunidade cientifica desde o principio dos tempos e não é para menos: obter uma enorme quantidade de energia com pouquíssimos recursos naturais.

Em função do rápido deterioramento ambiental e da escassez de recursos, em contraste com o aumento da demanda de energia, uma investigação deste tipo pode significar a continuidade da existência da espécie humana.

A fusão nuclear não é um conceito novo e sabemos de sua existência desde que o homem descobriu o maior reator natural desta espécie: nosso sol. De fato, em poucas palavras, se poderia dizer que a experiência mais cara da historia do mundo busca a obtenção de um pedaço de sol para consumo dos homens.

O reator ITER, a ser construído no sudeste da França terá o tamanho proporcional ao investimento que exige: 60 metros de altura, com mais 13 metros de profundidade, 23 mil toneladas de peso e uma quantidade de fios e cabos que permitiria dar a volta ao mundo duas vezes.

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo