sexta-feira, setembro 13, 2013

Não é preciso acreditar em Deus para ir para o Céu - disse o Papa

Em comentários feitos para melhorar sua reputação de progressista, o papa Francisco escreveu uma longa carta aberta para o fundador do jornal La Repubblica, Eugenio Scalfari, afirmando que os não crentes seriam perdoados por Deus, se seguissem suas consciências.

Respondendo a uma lista de perguntas publicadas no jornal do deputado Scalfari, que não é católico romano, Francisco escreveu: 
“Você me pergunta se o Deus dos cristãos perdoa aqueles que não acreditam e que não buscam a fé. Gostaria de começar por dizer - e isso é o fundamental - que a misericórdia de Deus não tem limites, se você for a Ele com um coração sincero e contrito. O problema para aqueles que não acreditam em Deus é obedecer a sua consciência. O pecado, mesmo para aqueles que não têm fé, existe quando as pessoas desobedecem a sua consciência.”

Robert Mickens, o correspondente do Vaticano para o jornal católico The Tablet, disse que os comentários do pontífice foram mais uma prova de suas tentativas de sacudir o mofo da imagem da Igreja Católica, reforçada por seu antecessor extremamente conservador Bento XVI. “Francisco ainda é um conservador”, disse Mickens. “Mas tudo isso é a tentativa dele de ter um diálogo mais significativo com o mundo.”

Em resposta à carta de boas-vindas, o Sr. Scalfari disse que os comentários do papa foram “mais uma prova de sua capacidade e vontade de superar os obstáculos no diálogo com todos”.

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo