quarta-feira, julho 31, 2013

A real ameaça nuclear: EUA ou a Coreia do Norte?

Enquanto a mídia ocidental retrata o programa de armas nucleares da Coréia do Norte como uma ameaça à segurança global, ele deixa de reconhecer que os EUA vem sendo ameaça da Coreia do Norte com um ataque nuclear por mais de meio século.


Em 27 de julho de 2013 Dia do Armistício, os coreanos do Norte e o Sul comemoraram o fim da Guerra da Coréia (1950-1953). Desconhecido para o grande público, os EUA tinham previsto o uso de armas nucleares contra a Coreia do Norte logo no início da Guerra da Coréia em 1950. No rescaldo imediato da guerra, os EUA implantam armas nucleares na Coreia do Sul para uso em uma base preventiva contra a República Democrática Popular da Coreia (RPDC), em violação do Acordo de Armistício julho de 1953.


"A Doutrina Hiroshima" aplicada à Coreia do Norte

Doutrina nuclear dos EUA referentes a Coréia foi estabelecida após os bombardeios de Hiroshima e Nagasaki em agosto de 1945, que foram em grande parte dirigidos contra civis. O objectivo estratégico de um ataque nuclear sob a "doutrina Hiroshima" foi para desencadear um "evento produzindo baixas em massa", resultando em dezenas de milhares de mortes. O objetivo era aterrorizar toda uma nação, como um meio de conquista militar. Alvos militares não eram o objetivo principal: a noção de "danos colaterais" foi usada como justificativa para o assassinato em massa de civis, sob o pretexto oficial de que Hiroshima era "uma base militar" e que os civis não foram o alvo.

Nas palavras do presidente Harry Truman:"Nós descobrimos o mais terrível bomba na história do mundo. ... Esta arma é para ser usado contra o Japão ... [Nós] vamos usá-lo para que os objetivos e os soldados e marinheiros militares sejam o alvo e não mulheres e crianças. Mesmo que os japoneses são selvagens, cruéis, impiedosos e fanático, que como líder do mundo para o bem comum não pode deixar essa terrível bomba na capital velha ou a nova. ... O alvo será puramente militar ... Parece ser a coisa mais terrível já descoberta, mas ele pode ser feito o mais útil. "(Presidente Harry S. Truman, Diário, 25 de julho de 1945)"O mundo vai notar que a primeira bomba atômica foi lançada sobre Hiroshima uma base militar. Isso foi porque queríamos neste primeiro ataque para evitar, na medida do possível, a morte de civis ... "(o presidente Harry S. Truman, em um discurso de rádio à nação, 09 de agosto de 1945).

[Nota: a primeira bomba atômica foi lançada sobre Hiroshima em 06 de agosto de 1945, a segunda em Nagasaki, em 9 de agosto, no mesmo dia em que o discurso de rádio de Truman à nação]

Ninguém dentro dos altos escalões do governo dos EUA e militares acreditavam que Hiroshima era uma base militar, Truman estava mentindo para si mesmo e para o público americano. Para este dia, o uso de armas nucleares contra o Japão é justificada como um custo necessário para levar a guerra a um fim e, finalmente, "salvar vidas".


Armas nucleares dos EUA e implantadas na Coréia do Sul

Apenas uns poucos anos após o fim da Guerra da Coréia, os EUA iniciaram sua implantação de ogivas nucleares na Coréia do Sul. Essa implantação em Uijongbu e Anyang-Ni tinha sido prevista desde 1956. É interessante notar que a decisão dos EUA de levar ogivas nucleares a Coréia do Sul foi em flagrante violação do § 13 (d) do Acordo de Armistício que proibia as facções beligerantes de introduzir novas armas na Coréia. A implantação real de ogivas nucleares começou em janeiro de 1958, quatro anos e meio após o fim da Guerra da Coréia ", com a introdução de cinco sistemas de armas nucleares: o míssil superfície-superfície Honest John, o Matador míssil de cruzeiro, o Munição Atomic-Demolição (ADM) de minas nuclear, e a 280 mm arma e 8 polegadas (203 milímetros) obus "(ver o projeto de informação nuclear: Armas nucleares dos EUA na Coréia). 

O Davy Crockett projétil foi implantado na Coréia do Sul entre julho de 1962 e junho de 1968. A ogiva tiveram rendimentos seletivos até 0,25 quilotons. O projétil pesava apenas 34,5 kg (£ 76). Bombas nucleares para caças chegaram em março 1958, seguido por três sistemas de mísseis superfície-superfície (Lacrosse, Davy Crockett, e sargento), entre julho de 1960 e setembro de 1963. A dupla missão Nike Hercules anti-ar e superfície-superfície de mísseis chegou em janeiro de 1961, e finalmente o Howitzer de 155 mm chegou em outubro de 1964.


No auge desta construção, cerca de 950 ogivas foram implantados na Coréia do Sul. Quatro dos tipos de armas só permaneceram implantados por alguns anos, enquanto os outros permaneceram por décadas. O Howitzer de 8 polegadas permaneceu até o final de 1991, a única arma para ser implantado em todo o período de 33 anos de implantação de armas nucleares dos EUA na Coréia do Sul. As outras armas que ficaram até o fim foram entregues as bombas de ar (vários tipos diferentes de bombas foram implantados ao longo dos anos, terminando com a B61) e 155 mm obus de artilharia nuclear. (Ibid) Oficialmente, a instalação de armas nucleares na Coreia do Sul EUA durou 33 anos. A implantação foi dirigida contra a Coreia do Norte, assim como a China e a União Soviética.Esta imagem composta mostra o LGM-30G Minuteman míssil balístico intercontinental (ICBM) (E) e a LG-118A Peacekeeper míssil (D). (Foto: AFP / EUA DoD) E (Foto: AFP / EUA DoD)


Programa de armas nucleares da Coréia do Sul

Concomitante e em coordenação com a implantação de ogivas nucleares na Coreia do Sul dos EUA, a Coréia do Sul tinha iniciado o seu próprio programa de armas nucleares na década de 1970. A história oficial é que os EUA exerceram pressão em Seul a abandonar seu programa de armas nucleares e "assinar o Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares (TNP), em abril de 1975 antes de ter produzido qualquer material físsil." (Daniel A. Pinkston "Experimentos nucleares da Coreia do Sul", CNS History Research, 9 de novembro de 2004, http://cns.miis.edu.] Iniciativa nuclear da Coréia do Sul foi, desde o início na década de 1970, sob a supervisão de os EUA e foi desenvolvido como parte integrante do desenvolvimento de armas nucleares dos EUA, tendo em vista a ameaça da Coreia do Norte. Além disso, enquanto este programa foi oficialmente encerrado em 1978, os EUA promoveram conhecimentos científicos, bem como o treinamento dos militares da ROK no uso de armas nucleares. E ter em mente: no âmbito do acordo ROK-US CFC, todas as unidades operacionais da ROK estão sob comando conjunto liderado por um general dos EUA.

Isso significa que todas as instalações e bases militares estabelecidas pelo comando militar coreano são de fato instalações comuns. Há um total de 27 instalações militares norte-americanas na ROK (Veja a lista de instalações do Exército dos Estados Unidos na Coréia do Sul - Wikipedia)O planejamento de ataques nucleares contra a Coreia do Norte a partir da Continental dos EUA e de submarinos estratégicos dos EUA de acordo com fontes militares, a retirada das armas nucleares americanas da Coréia do Sul foi iniciado em meados dos anos 1970. Foi concluída em 1991: O local de armazenamento de armas nucleares na base aérea de Osan foi desativado no final de 1977. Esta redução continuou ao longo dos anos seguintes e resultou no número de armas nucleares na Coreia do Sul caindo de algum 540 em 1976 para cerca de 150 projéteis de artilharia e bombas em 1985.

Até o momento da Iniciativa Nuclear presidencial em 1991, cerca de 100 ogivas permaneceram, os quais haviam sido retirados até Dezembro de 1991. (O projeto de informação nuclear: a retirada das armas nucleares americanas da Coréia do Sul) Segundo declarações oficiais, os EUA retiraram suas armas nucleares da Coréia do Sul em dezembro de 1991. Esta retirada da Coréia não de qualquer forma modificou a ameaça de guerra nuclear contra a Coreia do Norte pelos EUA.Pelo contrário: ela foi amarrada a mudanças na estratégia militar dos EUA no que diz respeito à implantação de ogivas nucleares.

As principais cidades norte-coreanas estavam a ser alvo de ogivas nucleares a partir de locais continentais dos Estados Unidos e de submarinos estratégicos norte-americanos (SSBN) ao invés de instalações militares na Coreia do Sul:Após a retirada dos [EUA] armas nucleares da Coréia do Sul em dezembro de 1991, a 4 ª Ala de Caças na Base Seymour Johnson Air Force foi encarregada de planejamento de ataque nuclear contra a Coreia do Norte. Desde então, atacar o planejamento contra a Coreia do Norte com armas nucleares não estratégicas tem sido a responsabilidade de asas de combate baseados no território continental dos Estados Unidos. Uma delas é a 4 ª Ala de Caça na Base de Dados de Seymour Johnson Air Force na Carolina do Norte...."Simulamos uma guerra na Coréia, usando um cenário coreano. O cenário ... ... simulado uma decisão pela Autoridade de Comando Nacional sobre considerar a utilização de armas nucleares .... Identificamos aviões, tripulações e [arma] carregadores para carregar armas nucleares táticas para nossas aeronaves ... Com uma capacidade para atacar alvos em menos de 15 minutos, o Trident D5 mar lançou míssil balístico é um "sistema de missão crítica" para EUA Forças Coréia. Submarinos de mísseis balísticos e bombardeiros de longo alcance além de ar-bombas entregues não estratégicos, mar mísseis balísticos lançados a bordo de submarinos estratégicos da classe Ohio (SSBNs) o patrulhamento na região do Pacífico parecem também ter uma missão contra a Coreia do Norte.

A DOD relatório Inspector Geral, de 1998 listou o sistema Trident como um "sistema de missão crítica" identificada pelo Comando do Pacífico dos EUA e EUA Forças Coréia como "sendo de particular importância para eles.

"Apesar de a principal missão do sistema Trident é dirigido contra alvos na Rússia e na China, um D5 míssil lançado em um vôo de baixa trajetória fornece um aviso muito curto único (12-13 minutos) capacidade de ataque contra alvos de tempo crítico na Coréia do Norte. Nenhum outro sistema de armas nucleares dos EUA podem obter uma ogiva no alvo tão rápido. Dois ou três SSBNs estão no "alerta duro" no Pacífico, em determinado momento, monitorando alvos russos, chineses e norte-coreanos em risco a partir de áreas de patrulha designados.Bombardeiros estratégicos de longo alcance também podem ser atribuídos um papel de ataque nuclear contra a Coreia do Norte apesar de pouco específico é conhecido. Uma Força Aérea mapa (veja abaixo) sugere um papel B-2 greve contra a Coreia do Norte. Como a transportadora designada pela B61-11 terra bomba nuclear penetrante, o B-2 é um forte candidato para potenciais missões de ataque nuclear norte-coreano contra instalações subterrâneas profundamente enterradas.Como a transportadora designada pela B61-11 terra bomba penetrante nuclear [com uma capacidade explosiva entre um terço e seis vezes a bomba de Hiroshima] e um futuro possível Robust Nuclear Earth Penetrator, o B-2 bombardeiro stealth poderia ter um papel importante em relação às metas na Coréia do Norte. 

Atualizações recentes permitem o planejamento de uma nova B-2 missão de ataque nuclear em menos de 8 horas. (Ibid)" Apesar de o governo sul-coreano na época confirmou a retirada, as afirmações dos EUA não eram tão claras. 

Como resultado, os rumores persistiram por muito tempo - principalmente no Norte e Coréia do Sul - que as armas nucleares permaneceu na Coréia do Sul. No entanto, a retirada foi confirmada pelo Comando do Pacífico em 1998, em uma parcela desclassificada do CINCPAC Histórico do comando para 1991 "(O projeto de informação nuclear: a retirada das armas nucleares americanas da Coréia do Sul, ênfase acrescentada).)


O governo Bush em 2001 com a Nuclear Posture Review: Guerra Nuclear preventiva

A administração Bush em sua 2001 Nuclear Posture Review estabeleceu os contornos de um novo posto 9/11 "preventiva" doutrina de guerra nuclear, ou seja, que as armas nucleares poderiam ser usadas como um instrumento de "autodefesa" contra Estados não-nucleares "Requisitos para a capacidade de ataque nuclear dos EUA" contra a Coreia do Norte foram estabelecidos como parte de uma missão de Ataque Global sob o comando dos EUA Strategic Command Headquarters em Omaha Nebraska, o chamado CONPLAN 8022, que foi dirigido contra uma série de "Estados párias" incluindo a Coreia do Norte, bem como China e Rússia. Em 18 de novembro de 2005, o novo espaço e comando global da greve tornou-se operacional em STRATCOM depois de passar o teste em um exercício de guerra nuclear envolvendo a Coreia do Norte.

O atual plano de ataque nuclear dos EUA contra a Coreia do Norte parece servir três papéis: o primeiro é um papel de dissuasão tradicional vagamente definida a intenção de influenciar o comportamento da Coreia do Norte antes de hostilidades. Este papel foi ampliado tanto pelo 2001 Nuclear Posture Review, não só para intimidar, mas também dissuadir a Coreia do Norte de desenvolver armas de destruição em massa.Por que, depois de cinco décadas de confronto com a Coreia do Norte com armas nucleares, a administração Bush acredita que as capacidades nucleares adicionais de alguma forma dissuadir a Coreia do Norte de desenvolver armas de destruição em massa [programa de armas nucleares] é um mistério. (Ibid, ênfase acrescentada)


Quem é a ameaça? Coréia do Norte ou nos Estados Unidos?

A assimetria de capacidades de armas nucleares entre os EUA ea RPDC deve ser enfatizado. De acordo com ArmsControl.org (abril de 2013) nos Estados Unidos: "Possui 5.113 ogivas nucleares, incluindo armas táticas, estratégicas, e não implantado." De acordo com a mais recente declaração oficial New START, de mais de 5.113 armas nucleares, "Os EUA implanta 1.654 ogivas nucleares estratégicas em 792 ICBMs implantados, SLBMs e bombardeiros estratégicos ..." ArmsControl.org (abril de 2013). Além disso, de acordo com a Federação de Cientistas Americanos, os EUA possui 500 ogivas nucleares táticas. (ArmsControl.org abril de 2013)Em contraste, a RPDC, de acordo com a mesma fonte:

"Separou plutônio suficiente para cerca de 4-8 ogivas nucleares. A Coreia do Norte revelou uma instalação de centrífuga em 2010, buts capacidade de produzir urânio altamente enriquecido para armas ainda não está claro ". De acordo com a opinião de especialistas: "Não há nenhuma evidência de que a Coreia do Norte tem os meios para arremessar um míssil com armas nucleares em Estados Unidos ou em qualquer outra pessoa. Até agora, ele produziu várias bombas atômicas e testá-las, mas falta o combustível e a tecnologia para miniaturizar uma arma nuclear e colocá-lo em um míssil" (Coréia do Norte: O que está realmente acontecendo - Salon.com 05 de abril de 2013)De acordo com Siegfried Hecker, um dos cientistas nucleares pré-eminentes da América: "Apesar de suas recentes ameaças, a Coreia do Norte ainda não tem muito de um arsenal nuclear, porque ela não tem materiais físseis e tem experiência limitada teste nuclear", (Ibid) A ameaça de guerra nuclear não emana de a Coreia do Norte, mas a partir de os EUA e seus aliados. 

A República Democrática Popular da Coreia, a vítima silenciosa de agressão militar dos EUA, tem sido incessantemente retratado como um país belicista, uma ameaça para a pátria americana e uma "ameaça à paz mundial". Essas acusações estilizados tornaram-se parte de um consenso da mídia. Enquanto isso, Washington está agora a implementar uma reforma 32000000000 dólares americanos de armas nucleares estratégicas, bem como a renovação de suas armas nucleares táticas, que de acordo com uma decisão do Senado 2002 "são inofensivos para a população civil circundante". Essas ameaças e ações de agressão latente dirigida contra a Coreia do Norte contínuas também deve ser entendida como parte de uma agenda mais ampla militar dos EUA na Ásia Oriental, dirigida contra a China e a Rússia.

É importante que as pessoas em todo o país, os EUA, os países ocidentais, vindo a perceber que os Estados Unidos, em vez de a Coreia do Norte ou o Irã é uma ameaça à segurança global. http://www.globalresearch.ca

0 comentários :

Homem é preso por coletar água da chuva em Oregon, EUA

Um homem, morador de Oregon, nos Estados Unidos, Estado situado ao norte da Califórnia e também banhado pelo Oceano Pacífico, foi preso em 2012 depois de ser condenado por nove acusações de crimes relacionados ao uso ilegal de água.

Gary Harrington foi condenado após ser declarado culpado de coleta de água de forma ilegal em sua propriedade rural.

Harrington, de Eagle Point, Oregon, lutava pelo direito de captar água de origem pluviométrica desde 2002. Mas em 2012 o homem teve que se defender das acusações de que suas lagoas artificiais, localizadas em 170 hectares de terra, violavam a lei local. Por este motivo, Gary Harrington foi condenado a passar 30 dias atrás das grades, tendo também sido multado em mais de 1.500 Dólares.

Na ocasião, as autoridades disseram que Harrington infringiu a lei por coletar e armazenar a água da chuva e do natural escoamento de neve derretida que passou por sua propriedade. Os promotores do caso tiveram oportunidade de discutir em tribunal – com sucesso – que três lagoas de pesca artesanal e para passeios de barco situadas no quintal de Harrington, violavam a lei.

Gary Harrington, irônico, posa para foto após ser condenado por captação de água da chuva para consumo próprio. 
Sendo assim, ao encher três reservatórios “ilegais” em sua propriedade com água da enxurrada, Harrington foi condenado por nove acusações de contravenção, e, indignado, afirmou: “Quando se chega ao ponto onde um proprietário rural não poder pegar a água da chuva que cai sobre a sua terra para proteger a sua propriedade, foi-se longe demais”, acrescenta ele à Associated Press. “Isso deve servir como um terrível aviso a todos os proprietários de lagoas.”

“Os governos nos assediam moralmente e eles acabam se tornando grandes agressores. Se você não lutar e desistir, só fará com que eles fiquem maiores e mais agressores. Então, nós, como grandes cidadãos, precisamos estar cientes de nossos direitos constitucionais”, diz.

9 comentários :

Espanha proíbe gerar energia, inclusive Solar, para autoconsumo

O sol foi privatizado na Espanha: se autoridades espanholas surpreenderem algum cidadão espanhol instalando placas de luz solar para consumo próprio poderão aplicar-lhe multa de até 30 milhões de euros.

Na Espanha, as companhias de eletricidade morrem de medo de uma desestabilização do consumo de energia elétrica. Cometer o sacrilégio de se tornar independente, energeticamente falando, pode custar muito caro. O sol agora é só para poucos privilegiados como ex-presidentes e ex-ministros, os quais são conselheiros oficiais destas empresas captadoras de luz solar.

A União Espanhola Fotovoltaica (UNEF), que agrupa 300 empresas e representa 85% do setor, assegura que se alguém resolve implantar receptores de luz do sol isso sairia mais caro do que recorrer ao consumo convencional.

Porém, na Espanha, o sol foi privatizado sem a consulta aos seus cidadãos, ao sistema solar ou ao universo etcétera… A possibilidade de produzir tua própria eletricidade utilizando recursos renováveis — placas solares ou pequenos moinhos eólicos instalados en uma propiedade privada — é algo muito atrativo para os lares espanhóis. “De cada 50 chamadas telefônicas ao mês, 35 são de particulares interessados no auto-consumo”, assegura Francesc Mateu, gerente da Sol Gironés, empresa especializada em energia renovável e pioneira neste setor.

Você pode gostar de: Preso por coletar água da chuva

O Governo espanhol se propôs implantar o auto-consumo energético pouco a pouco sem que se altere o sistema elétrico vigente. Para isso se reserva o direito de elevar e baixar as taxas, ou “pedágios” (pedágios?) específicos, que denominam “de respaldo”, conforme o setor evoluir. “Nós vamos implantar um “pedágio” para a energia recebida do sol”, resume Mario Sorinas da empresa Electrobin, com mais de 20 anos de experiência em energia solar.

A autarquia de energia é mais do que consolidada em países como os EUA ou o Japão. Muitos países europeus a têm implementado com diferentes fórmulas. “É o futuro”, dizem os especialistas em energia. Gerar sua própria eletricidade com energia renovável e dar uma pausa para o meio ambiente e o bolso. Há também a possibilidade de transferir o excesso de energia para utilitários e recuperá-lo quando necessário ou vender diretamente, o que é conhecido como o consumo de líquido equilibrado.

Agora, na Espanha, você pode produzir energia privada e consumi-la na hora. A legislação mais recente é de 2011. Antes não era rentável. Houve uma redução de até 80% de energia fotovoltaica nos últimos cinco anos e o aumento das contas de energia elétrica tornaram-se uma opção de poupança muito interessante em tempos de crise. Quando não há sol ou vento, você tem que se envolver na rede e pagar a fatura normal.

Dom Gironés, por exemplo, com 14 funcionários, está se dando bem com o consumo instantâneo. “Ele está trabalhando bem, especialmente com frigoríficos de carne que dependem da armazenagem a frio, e no qual a conta de luz leva pelo menos 15% dos seus custos fixos anuais”, diz o gerente. Com estes novos sistemas se reduz entre 20% e 30% do consumo, e até agora, não se pagam impostos de qualquer espécie para este tipo de geração de energia.

O Yacht Club Estartit, localizada em Pals (Girona), é um dos seus clientes. Eles elaboraram um plano de cinco anos para que 20% de seu consumo seja de energia renovável. Atualmente, painéis solares geram 7%. “Estamos muito perto de um parque natural com um grande impacto sobre o meio ambiente”, diz Eugeni Figa, o seu diretor. Seus planos também incluem moinhos de vento.

Na Galiza, os irmãos Dominguez detêm a liderança de energias renováveis ​​desde 1998. “Nós éramos quatro maltrapilhos”, diz Manuel. Em 2007, eles fizeram os seus próprios escritórios para o fornecimento com um painel solar. Embora o consumo tenha projetos na Espanha, a maior parte do seu mercado está fora do país, em grandes parques do Chile, México, Romênia e Inglaterra.

A reforma energética se aqueceu enormemente em energias renováveis. “De todos os cenários possíveis, este é o pior”, fala José Donoso, presidente da Fotovoltaica União Espanhola (UNEF), que representa 85% da atividade do setor. “Mas ainda nada específico foi aprovado para o consumo”, acrescenta ele. Donoso refere-se ao aumento da parcela fixa da conta de energia elétrica, e representará um aumento de 77% nesta seção para obter uma taxa, algo interno que os produtores nacionais não podem prescindir, e uma queda de 23% no consumo, o que reduz a auto-produção.

Com as mudanças conhecidas até agora, o tempo de retorno da energia fotovoltaica cresce consideravelmente. Se antes da reforma era necessário 12 anos para recuperar o investimento em uma instalação residencial de 2,4 quilowatts de potência agora vai exigir 23, de acordo com estimativas da UNEF.

No entanto, há sempre alguém que já trabalha olhando e percebendo tudo ao redor. Sun Gironés garante que seus clientes estão reduzindo o contrato de energia, que registrou maior aumento na conta, porque o consumo instantâneo permite que eles tenham suas necessidades energéticas cobertas. Outro de seus objetivos é fazer o consumo interno rentável.
Fonte: El País

0 comentários :

terça-feira, julho 30, 2013

Sacerdotes Católicos em adoração ao cadáver de São Ubaldo

O cadáver de São Ubaldo é mantido na Basilica São Ubaldo, um mosteiro franciscano em Gubbio, na Itália.


Mateus 23:27
"Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos de mortos e toda imundície.

Padres católicos venerar, adorar e louvar na frente de um esqueleto

Lucas 17:37
" Onde, Senhor? "eles pediram. Ele respondeu: "Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres."

Os padres do Vaticano carregam o esqueleto sobre os seus ombros, na frente de fiéis católicos

Essa deve ser algumas das imagens mais brilhantes, que expõem sacerdotes Católicos no culto romano de cadáveres, crânios e ossos.

Que tipo de força espiritual, pode fazer um homem ficar a rezar diante de cadáveres e esqueletos?

Francamente, a veneração aos mortos é tentar obter poderes dos espíritos do mal e do próprio diabo. Não vamos esquecer que as religiões cristãs tem muitos rituais pagãos ocultistas. A maioria dos católicos e evangélicos não sabem disso, eles só seguem esses ocultistas como ovelhas... e, de fato, eles estão sendo conduzidos para a perdição.

2 comentários :

Médium foi chamada para invocar espírito e afastar chuvas durante a JMJ

“Trabalho” não funcionou e vigília precisou ser transferida.


Médium foi chamada para invocar espírito e afastar chuvas durante a JMJ; “Trabalho” não funcionou e vigília precisou ser transferida

O local escolhido para o encerramento da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) foi castigado pelas chuvas e a realização do evento no espaço foi suspenso. Agora, o papa Francisco encerrará sua visita ao Rio de Janeiro na praia de Copacabana, mesmo local onde discursou ontem, 25 de julho.

O Campus Fidei, área com o dobro do tamanho do Vaticano, localizada em Guaratiba, na zona oeste do Rio, se transformou num lamaçal devido às insistentes chuvas que caíram sobre a cidade. Antes da decisão pela troca do lugar, os organizadores teriam recorrido a uma médium espírita para suspender as chuvas.

Segundo informações do Jornal do Commercio, Adelaide Scritori foi convocada para invocar o espírito do Cacique Cobra Coral e tentar enviar uma massa de ar frio ao Rio de Janeiro, e assim, evitar a chuva.

A médium foi ao encontro do espírito na sexta-feira passada, 19 de julho, e pegou um voo em direção à Argentina para incorporar o espírito e afastar as chuvas. Entretanto, a medida preventiva dos organizadores da JMJ não surtiu efeitos.

Adelaide já havia sido convocada em 2007, quando o papa Bento XVI esteve na cidade de São Paulo, em eventos que atraíram milhares de católicos.

O colunista do Gospel+ e editor do site Holofote, Paulo Teixeira, comentou a informação veiculada pelo Jornal do Commercio, e ressaltou que, embora não seja “possível saber quem solicitou os trabalhos espirituais da Fundação Cacique Cobra Coral, por intermédio da médium Adelaide”, é importante que a questão seja vista com seriedade.

“Não é a primeira vez que autoridades do Rio de Janeiro e de outros estados demonstram certa proximidade ao ‘espírito’ do Cacique e, em busca de socorro esporádico, recorrem ao apoio dessa senhora que diz incorporá-lo. Segundo consta no site da Fundação, esta é orientada pelo Cacique Cobra Coral, entidade espiritual que teria sido de Galileu Galilei e Abraham Lincoln. O que as autoridades precisam esclarecer é se os serviços prestados por essa Fundação são gratuitos, ou se saem dinheiro dos cofres públicos para tal contratação. Está na hora do Ministério Público entrar no caso”, observou.

0 comentários :

segunda-feira, julho 29, 2013

Experimentos americanos com humanos

No passado dos Estados Unidos muitas experiências desumanas afetaram tanto a outros países como a seus próprios cidadãos.

Na lista abaixo listamos as mais cruéis.

01 - Mkultra - Subprojeto 68

O projeto MKULTRA da CIA pretendia encontrar métodos para controlar a mente. Foi o Doutor Donald Ewen Cameron quem conduziu as experiências do Subprojeto 68.

Em seu Instituto Memorial Allen, em Montreal, o Doutor submetia os seus pacientes internados com depressão bipolar ou transtornos de ansiedade, a uma terapia que lhes deixou sérios danos e alterou suas vidas de maneira irreparável.

Entre 1.957 e 1.964, Cameron submeteu seus pacientes a uma terapia electroconvulsiva, eletrochoque, que ultrapassava em 30 a 40 vezes as normais.

Pacientes eram induzidos a um estado de coma durante meses, com a ajuda de drogas, além de fitas com declarações simples ou ruídos repetitivos. As vítimas esqueceram quem eram seus pais, como falar, sofreram amnésia grave.

Tudo isso continuou no Canadá porque a CIA provavelmente considerava muito arriscado realizar estas práticas em americanos.

Para garantir que o projeto continuaria sendo financiado, Cameron envolveu crianças nas experiências e, em uma ocasião, induziu um menino a ter relação sexual com um alto funcionário governamental. A gravação desta cena foi utilizada para fazer chantagens.


02 - Soldados em câmara de gás de mostarda

A medida em que se intensificava a investigação das armas químicas nos anos 40, o Governo dos EUA não vacilou na hora de envolver militares em suas experiências.

Para provar a eficácia das armas e métodos de defesa, utilizava-se gás mostarda e outros produtos químicos que deixavam queimaduras na pele e arruinavam os pulmões sem que os soldados consentissem ou conhecessem o experimento.

Provaram máscaras anti-gás e roupas de proteção, prendendo soldados em câmaras de gás, uma prática que evoca imagens da Alemanha nazista.

Entre os agentes químicos utilizados se encontrava a lewisita, composto que facilmente penetra na roupa e até na borracha.

Em contato com a pele, o gás imediatamente provoca uma dor extrema, coceira, inchaço e prurido. As vesículas ficam cheias de líquidos, doze horas após a exposição, em forma de queimaduras químicas. E isso só pelo contato do agente com a pele.

A inalação do gás provoca uma sensação de queimação nos pulmões, espirros, vômitos e edema pulmonar.

No que se refere ao gás mostarda, os seus efeitos são assintomáticos, até cerca de 24 horas após a exposição. Os efeitos primários incluem queimaduras graves que se desenvolvem ao longo do tempo em bolhas cheias de líquido amarelo.

O gás mostarda possui propriedades mutagênicas e cancerígenas que matou muitas pessoas expostas. Embora haja tratamento disponível, as queimaduras do gás mostarda se curam lentamente e são extremamente dolorosas. As queimaduras do gás deixam na pele danos irreparáveis.


03 - Pulverização de cidades com agentes químicos

A CIA espalhou o vírus da coqueluche na Bahia de Tampa Bay, usando barcos. Como consequência, uma epidemia se espalhou matando 12 pessoas.

A marinha pulverizou San Francisco com patógenos bacterianos e, portanto, muitas pessoas sofreram pneumonia.

O Exército lançou milhões de mosquitos portadores da febre amarela e da dengue sobre Savanah, estado da Geórgia, e Aon Park, estado da Flórida. O enxame provocou muitos problemas na população: problemas respiratórios, febre tifoide e natimortos.

Depois destes ataques, chegaram militares disfarçados de profissionais da saúde para as áreas afetadas. Enquanto eles ajudavam as vítimas, sua intenção secreta era estudar e registrar os efeitos, a longo prazo, de todas as doenças provocadas.


04 - Infecção da Guatemala com doenças sexualmente transmissíveis

O Governo da Guatemala informou que mais de 2.000 pessoas foram infectadas com sífilis, gonorreia ou cancro mole, sem o seu conhecimento (de acordo com outros dados, mais de 5.000 pessoas da Guatemala) na década de 40, enquanto os EUA estimaram em pouco mais de 1.300 pessoas.

O objetivo desses experimentos, dirigidos pelo médico americano John Cutter, era averiguar se a penicilina poderia prevenir enfermidades de transmissão sexual, para isso, utilizaram prostitutas, ex-militares, enfermos mentais, órfãos, e prisioneiros.

As experiências que nunca foram publicadas, ficaram conhecidas em 2.010, depois de uma professora da Universidade de Wellesley, Susan Reverby, encontrou-se com eles acidentalmente.

Não foi encontrado nenhum relatório sobre os resultados do experimento mas, sim, há dados pessoais dos pacientes e condições médicas, segundo o qual houve ao menos 83 vítimas mortais.


05 - LSD

A CIA realizou, entre 1953 e 1964, experiências com milhares de civis e militares dos EUA, com a droga alucinógena LSD e outras substâncias, sem que eles soubessem o que estavam fazendo.

Segundo um recente vazamento de documentos secretos da agência, além do Exército, algumas experiências foram realizadas em praias, bares e restaurantes, onde supostamente colocaram os narcóticos nas bebidas dos clientes.

Durante uma década a CIA realizou experimentos clandestinos, observando o seu comportamento. Algumas vítimas que participaram dos testes, sofreram convulsões e paranoia, outros morreram.


06 - Agent Orange (Agente Laranja) contra os prisioneiros

Além de usar amplamente como desfolhante, o produto tóxico, durante a Guerra do Vietnã, que produziu várias enfermidades e mutações genéticas nas gerações posteriores, o governo americano testou o "agente laranja" em prisioneiros voluntários de uma prisão na Filadélfia, fazendo passar por uma investigação investigação dermatológica.

As experiencias foram realizadas entre 1.951 e 1.974, foram dirigidas pelo Doutor Alberto Kligman. Os presos recebiam pagamentos para permitir aplicação de injeções de dioxina, um dos componentes do agente laranja. Entre os efeitos que sofreram estavam erupções (chroracne) nas bochechas, atrás das orelhas, axilas e virilha.

0 comentários :

FDA finalmente admite: carne de frango contém Arsenico causador de câncer

Depois de varrer por anos o problema para debaixo do tapete e esperando que ninguém notasse, o FDA admitiu que a carne de frango vendida nos EUA contém arsênio, um produto químico cancerígeno tóxico que é fatal em doses elevadas. Mas a verdadeira história é o lugar de onde esta arsênico vem: É adicionado à ração dos frangos de propósito!

Pior ainda, o FDA diz que a sua própria pesquisa mostra que o arsênio adicionado à ração de frango acaba na carne de frango, onde é consumida pelos seres humanos. Assim, para os últimos 60 anos, os consumidores americanos que comem frango convencional engoliram arsênico, um conhecido produto químico cancerígeno. (www.phillyburbs.com)

Até esse novo estudo, tanto a indústria avícola e a FDA negavam que o arsênico estivesse contido na carne. A história, desculpa de conto de fadas, era que "o arsênio é excretado nas fezes de galinha." É só o que a indústria avícola queria que todos acreditam.

Mas agora a evidência é tão inegável que o fabricante do produto de ração para frango, conhecida como roxarsone decidiu retirar o produto das prateleiras (www.grist.org/food-safety). E qual é o nome deste fabricante que tem vindo a colocar arsênico na alimentação de frango durante todos esses anos? Pfizer, é claro - a mesma empresa que fabrica as vacinas contendo adjuvantes químicos que são injetados em crianças.

Tecnicamente, a empresa que faz a alimentação de galinha roxarsone é uma subsidiária da Pfizer, chamada Alpharma LLC. Mesmo que Alpharma agora concordou em retirar essa substância química tóxica alimentação das prateleiras nos Estados Unidos, ela diz que não vai, necessariamente, removê-la de produtos para alimentação animal em outros países, a menos que seja forçado pelos reguladores para fazê-lo. Como relatado por AP:
"Scott Brown de Medicina Veterinária de Pesquisa da Pfizer Saúde Animal e da divisão de Desenvolvimento disse que a empresa também vende o ingrediente em cerca de uma dúzia de outros países. Ele disse que a Pfizer está chegando às autoridades reguladoras nesses países e decidirá se continuará a vendê-lo em uma base individual." (www.usatoday.com)

Mas, mesmo com seu produto contendo arsênico é puxado para fora das prateleiras, o FDA continua a sua campanha de negação, afirmando que o arsênio em frangos está em um nível tão baixo que ainda é seguro comer. Isto é ainda como o FDA diz que o arsênico é uma substância cancerígena, o que significa que aumenta o risco de câncer.

O Conselho Nacional do Frango concorda com o FDA. Em um comunicado emitido em resposta à notícia de que roxarsone seria retirado das prateleiras das lojas de ração, ele declarou: "A galinha é seguro para comer", mesmo embora admitindo o arsênico era utilizado em muitos rebanhos cultivadas e vendidas como carne de frango nos Estados Unidos.

O que é surpreendente em tudo isso é que o FDA diz que o consumidor que é seguro comer arsênio cancerígeno, mas é perigoso beber suco de sabugueiro! O FDA, recentemente conduziu uma invasão armada em um fabricante de suco de sabugueiro, acusando-o de o "crime" de vender "drogas não aprovadas." (www.naturalnews.com) Que as drogas seriam esses? O suco de sabugueiro, explica o FDA. Você vê, o suco de sabugueiro magicamente torna-se uma "droga" se você disser às pessoas como ele pode ajudar a apoiar a boa saúde.

A FDA também tem ido depois de dezenas de outras empresas para vender produtos naturais de plantas ou produtos nutricionais que melhora a saúde. Além disso, ele está travando uma guerra contra o leite in natura que ele diz que é perigoso. Então, agora na América, temos uma Food and Drug agência reguladora que diz que está tudo bem para comer arsênio, mas perigoso beber suco de sabugueiro ou leite natural.

Coma mais veneno, em outras palavras, mas não consomem quaisquer alimentos curativos. Esse é o FDA, matando os americanos uma refeição em um momento ao mesmo tempo proteger os lucros das próprias empresas que estão nos envenenando com seus ingredientes mortais.

Oh, a propósito, aqui está outro fato pouco perturbador que você provavelmente não sabia sobre hambúrgueres e carne convencional: cama de frango contendo arsênico é alimentado para vacas em operações de corte de fábrica . Assim, o arsênico que é cocô pelas galinhas é consumido e concentrou-se nos tecidos de vacas, que é então moído em hambúrguer para ser consumido pelas massas sem noção que nem sequer sabem que estão comendo frango secundariamente. (www.naturalnews.com)

3 comentários :

domingo, julho 28, 2013

Marcha das Vadias assusta até os próprios manifestantes em Copacabana

Passou dos limites!

Tudo promovido e pago pela Agenda Sodomita Comunista da ONU...

Da mesma forma são os ativistas gays, abortistas, neo-comunistas, e tudo mais que está na 'modinha' do politicamente correto... (e tem piorado ainda mais, pois nos últimos dias, tem surgido grupos em prol da pedofilia, zoofilia e necrofilia...)

Quem dizer que você se manifestar em favor da família, você é perseguido, mas simular atos sexuais e masturbação com pedaços de madeira na rua pode? 

Na Marcha das Vadias, em Copacabana, diversas encenações ilustraram os apelos feitos pelas feministas. Uma delas chamou a atenção por seu teor altamente polêmico, pois os envolvidos utilizaram a imagem da "Nossa Senhora" como objeto sexual. A cabeça da imagem virou uma espécie de consolo. Em seguida, os manifestantes quebraram as imagens e as cruzes. Por fim, uma manifestante pegou o que sobrava de uma cruz, colocou camisinha em sua base e a enfiou no ânus de seu parceiro de encenação. Tal ato assustou até mesmo outros manifestantes que não esperavam tanta ousadia. Uma delas disse que colocaria uma máscara para não ser reconhecida, já que receava represálias no trabalho.

(Fotografias por Lia Ferreira/Vero)







0 comentários :

Espíritas dizem ter ficado arrepiadas ao ver Papa Francisco

"Ele é o cara", diz espírita ao se referir ao papa Francisco.

28/07/2013 - Não são apenas os católicos que se emocionaram com a presença do papa Francisco durante sua visita ao Brasil. O argentino que ocupa o lugar mais importante da Igreja Católica também conquistou a graça de brasileiros de outras religiões.

"Ele é o cara", disse a espírita Alessandra Viegas Josgrilbert, 43. A carioca mora atualmente em Mato Grosso do Sul, mas veio visitar a avó coincidentemente na semana em que o pontífice participa da Jornada Mundial da Juventude. "Não pelo cargo que ele ocupa, mas principalmente por suas atitudes e sua humildade", explica ela.

Opinião compartilhada pela estudante Maria Fernanda Pellon de Castro, 26, que também é espírita. Ela confessa ter ficado toda arrepiada quando o viu passar de papamóvel na evenida Atlântica, em Copacabana. "E olha que nem o vi de tão perto. Mas vou tentar ficar mais próxima da grade da próxima vez", conta ela, já fazendo planos para repetir a dose da experiência. 

Segundo Maria Fernanda, seu apreço por Francisco começou desde sua eleição. "Me passa uma energia tão boa, e as mensagens deles são ainda mais entusiásticas", afirmou. O evangélico Ronaldo Sinquini, 49, também não disfarça a afeição pelo líder da Igreja Católica. "Muito mais do que ser uma figura importante, é tão carismático que me chamou a atenção. Tem mobilizado tanta gente, que é muito bonito de ver."

3 comentários :

Manifestante atira bananas contra a primeira ministra negra da Itália

Cecile Kyenge, primeira ministra negra da Itália, é alvo de críticas racistas desde que foi indicada.

Alguns dos principais políticos da Itália formaram fileiras em volta de Cecile Kyenge, a primeira ministra negra do país, depois que um espectador lhe atirou bananas enquanto ela fazia um discurso, na última sexta feira (26).

Kyenge, ministra da Integração nascida na República Democrática do Congo, comparecia a um comício político pelo Partido Democrata em Cervia, no centro da Itália, quando alguém na plateia atirou bananas contra o palco, quase a atingindo.

A ministra tem recebido ofensas e ameaças racistas quase todos os dias desde que entrou no governo, em abril. No início deste mês, um senador do partido anti-imigração Liga do Norte a comparou com um orangotango e só se desculpou após uma enxurrada de críticas.

No mês passado, uma conselheira da Liga do Norte disse que Kyenge deveria ser estuprada, para que entenda como vítimas de crimes cometidos por imigrantes se sentem. A vereadora recebeu uma pena de 13 meses de prisão em regime aberto e foi proibida de ocupar cargos públicos por três anos.
Pouco antes do incidente de sexta-feira, membros do grupo de extrema direita Forza Nuova deixaram manequins cobertos de sangue falso perto do local do comício do Partido Democrata como protesto contra a proposta de Kyenge de tornar cidadãos todos aqueles nascidos em solo italiano.

"A imigração mata", diziam panfletos que acompanhavam os bonecos - um slogan que a Forza Nuova já usou antes em referência aos assassinatos cometidos por imigrantes no país. Entretanto, neste sábado (27), o grupo negou que algum de seus membros tenha atirado as bananas. A polícia italiana tenta identificar o culpado.

Kyenge reagiu ao gesto no Twitter, classificando-o como "triste" e um desperdício de comida. "A coragem e o otimismo para mudar as coisas devem vir de cima para baixo para alcançar as instituições", acrescentou ela.

Vários políticos, incluindo seus colegas no governo do primeiro-ministro Enrico Letta, responderam com mensagens de apoio e condenação no sábado. Andrea Orlando, ministro do Meio-Ambiente, disse no Twitter ter sentido "a mais profunda indignação por esse ato baixo", e a ministra da Educação, Maria Chiara Carrozza, elogiou Kyenge por sua coragem e determinação em um ambiente tão hostil.

Luca Zaia, da Liga do Norte e governador da região de Veneto que deve participar de um debate sobre imigração com Kyenge em agosto, também se pronunciou contra o incidente neste sábado. "Atirar bananas ou insultos pessoais, atos como estes não têm lugar na discussão civilizada e democrática necessária entre a ministra e aqueles que não compartilham sua opinião", teria dito ele segundo a agência de notícias Ansa.
Fonte: Reuters

0 comentários :

quinta-feira, julho 25, 2013

Estrela de David: Origem

Em um livro do Prof. Gershom Scholem, publicado 27 anos depois da morte do estudioso, Scholem sustenta que a Estrela de David não era um símbolo antigo Judaico, mas um emblema mágico que somente foi adotado pelos Judeus no século XIX. [Moshe Ronen]


Poucos livros são publicados 60 anos depois de serem escritos. Um tal livro é o do Prof. Gershom Scholem's "Magen David – History of a Symbol", que está sendo liberado somente agora, 27 anos depois da morte de seu autor.

Prof. Scholem, um dos maiores estudiosos Judaicos de nosso tempo, um pesquisadora da Kabbalah e do misticismo Judaico e um dos fundadores da Universidade Hebraica em Jerusalém, conduziu um estudo de 50 anos da história da Estrela de David. Ele publicou um breve sumário do estudo em 1949, brevemente depois que o símbolo foi escolhido para aparecer na bandeira nacional do novo Estado.

Em seu artigo, Prof. Scholem declarou que "A Estrela de David não é um símbolo Judaico, e, portanto, não é o ‘símbolo do Judaísmo'."

O estudo foi recentemente editado em um livro pelo Prof. Avraham Shapira. O novo livro investiga os aspectos religiosos, místicos, nacionais e políticos da Estrela de David.


Proteção mágica do perigo

De acordo com Scholem, o símbolo do hexagrama foi uma vez conhecido como Selo de Salomão e usado tanto como um enfeite quanto um símbolo para o qual os poderes mágicos eram atribuídos. Foi primeiro documentado no carimbo de Yehosua Ben Assiyahu durante o período do último reino, 2.700 anos atrás.

Apareceu novamente como uma relíquia em uma sinagoga em um prédio de Cafarnaum durante o terceiro século DC, ao lado de um outro símbolo, uma suástica. Ninguém afirma que esses dois símbolos gráficos eram mais do que meras decorações.

Durante o período do Segundo Templo, a menorá de sete braços, em vez da Estrela de David, era considerado um símbolo Judaico. De acordo com Scholem, o Selo de Salomão apareceu primeiro no misticismo Judaico durante o sexto século DC em um talismã contendo dois leões e uma Estrela de David no meio.

Por gerações, o Selo de Salomão apareceu em duas versões: um pentágono (polígono de cinco lados) e um hexágono (polígono de seis lados).


Bandeira Judaica em Praga

Até o início do século XIX, o símbolo era usado como um meio mágico contra o perigo, e aparecia principalmente em cima ou no interior do mezuzah. O primeiro livro que referia-se ao símbolo como "Magen David" foi escrito pelo neto de Maimônides, o Rabino David Ben Yehuda HaHasid, no século XIV.

O uso oficial da Estrela de David como um símbolo Judaico começou em Praga. O Prof. Scholem escreve que ele foi tanto escolhido pela comunidade Judaica local quanto pelo governo Cristão como um meio de rotular os Judeus, que posteriormente adotaram-no e abraçaram-no. Em 1354, o Imperador Carlos IV garantiu aos Judeus o privilégio de levantar uma bandeira própria, e essa bandeira continha a Estrela de David. Uma dessas bandeiras pode ainda ser encontrada na antiga Sinagoga de Praga.

Desde Praga, onde a Estrela de David foi impressa em capas de livros e entalhada em lápides de cemitérios, o símbolo espalhou-se pelo resto da Europa e gradualmente se tornou conhecido como o símbolo do Judaísmo.

Durante o primeiro Congresso Sionista na Basiléia em 1897, a bandeira Sionista, que ostenta uma Estrela de David azul, foi escolhido.

Mas o Prof. Scholem alega que o símbolo somente se tornou verdadeiramente significante durante o Holocausto, depois que os Nazistas usaram-na para marcar os Judeus, e assim santificá-la. De acordo com Scholem, isso deu ao símbolo gráfico um sentido spiritual de sagrado que nunca teve antes.

0 comentários :

Vale Cultura já está na Presidência da República

Trata-se de uma poderosa ferramenta de doutrinação ideológica para as massas: todos sabemos que a classe artística é composta majoritariamente de chupas-tetas estatais. O que o vale-cultura se propõe é prover bilheteria para eventos artísticos que de outra maneira restariam com suas respectivamente plateias vazias!

Desta forma, produz-se artificialmente o lucro com que os produtores possam pagar pelos subsídios e empréstimos tomados a juros camaradas e avaliações de risco relaxadas junto ao Ministério da Cultura.

É praticamente o mesmo que aconteceu com a lei que obriga os canais de tv's pagas a exibirem filmes nacionais em horários nobres. Os consumidores passaram a ser obrigados a pagar por aquelas porcarias de filmes ideologicamente engajados sob o dirigismo da Ancine - e aqui pouco importa se venham a assisti-los - vão pagar de qualquer jeito, propiciando desta forma que os produtores tenham meios artificialmente criados de pagar pela captação de recursos junto àquele órgão.

Para que o leitor tenha uma ideia do descalabro por meio de um paralelo, é como se o governo desse o dinheiro para os moradores de um bairro comprarem o pãozinho e o leite da padaria aprovada pelo governo e construída por meio de privilegiados empréstimos estatais. Assim é bom ser empresário, né?

Segundo o Portal Brasil, "cerca de 18 milhões de brasileiros podem ser beneficiados com o Vale-Cultura, representando um aumento de 11,3 bilhões na cadeia produtiva da cultura".

Reciprocamente, como dinheiro não é maná, tal vulto faltará às polícias, escolas, hospitais e à infra-estrutura nacional, absolutamente entregues às baratas, como também faltará para a criação de empregos genuinamente produtivos e que os brasileiros se disponham espontaneamente a contratar segundo seus critérios pessoais de urgência e conveniência. [Portal Brasil]

0 comentários :

Monsanto desistiu de transgênicos na União Europeia

A Monsanto anunciou nesta sexta-feira (19) que desistiu dos pedidos de autorização que tinha feito à União Europeia para plantar sementes com material geneticamente modificado. Segundo informações da imprensa europeia, a justificativa oficial da empresa norte-americana é que “a plantação de novos transgênicos na Europa não tem interesse comercial”.

O acordo, no entanto, não impede que os transgênicos da Monsanto continuem a ser comercializados na Europa. No total, eram cinco pedidos para o cultivo de milho geneticamente modificado, um para soja e outro para beterraba.

O presidente e diretor-geral da Monsanto na Europa, Jose Manuel Madero, explicou à Reuters que é vontade da empresa pedir autorização para importar para a UE as espécies transgênicas que já planta nos EUA e na América Latina. Para investir na nova estratégia, a companhia desistiu da anterior, que pretendia cultivar alguns desses produtos na Europa.

Em maio, a Hungria decidiu eliminar todas as plantações feitas com sementes transgênicas da Monsanto. Na ocasião, foram queimados cerca de 500 hectares das lavouras de milho – equivalente a cinco milhões de metros quadrados. A intenção da queimada era que o país não tivesse nenhum fruto com origem de material geneticamente modificado.

Segundo o jornal Público, a frustração com o processo de aprovação é apontado como a causa para a desistência da empresa – que deseja expandir o seu mercado por todo o mundo. No documentário Le monde selon Monsanto (“O mundo segundo Monsanto”, numa tradução livre), de 2008, Marie-Monique Robin denuncia os contratos com que a multinacional tolhe a ação dos agricultores, assim como as consequências nefastas que a plantação das sementes geneticamente modificadas está a ter nos solos das Américas, de África e da Índia.

No ano passado, a alemã BASF, autorizada a cultivar um tipo de batata geneticamente modificada nos solos da UE, decidiu transladar todas as operações relacionadas com transgênicos da Europa para o outro lado do Atlântico. São já duas vitórias do gênero para os ambientalistas. O que não impede que a UE continue a ser um dos maiores importadores de transgênicos do mundo.

0 comentários :

segunda-feira, julho 22, 2013

Holanda abriga 22 bombas atômicas americanas, disse ex-premiê

A base aérea holandesa de Volkel abriga 22 bombas atômicas dos Estados Unidos, afirmou o ex-primeiro-ministro do país Ruud Lubbers em um documentário da National Geographic, declaração publicada nesta segunda-feira pelo jornal De Telegraaf. Apesar de haver rumores sobre o assunto há décadas, a presença de armamento nuclear em solo holandês nunca havia sido confirmada por um alto responsável do país. 

Documentos revelados em 2010 pelo Wikileaks já apontavam para a presença dessas bombas na base de Volkel, mas o governo holandês havia se negado a confirmar a informação. Segundo especialistas citados por De Telegraaf, as bombas são do tipo B-61, até quatro vezes mais potentes do que as utilizadas em Hiroshima e Nagasaki durante a Segunda Guerra Mundial.


Lubbers, que foi primeiro-ministro da Holanda entre 1982 e 1994, critica no documentário da National Geographic a presença do armamento em solo holandês. "Nunca teria pensado que essas coisas estúpidas continuariam aí em 2013. Acho que são uma parte absolutamente sem sentido de uma tradição do pensamento militar", criticou o ex-chefe do governo.

A presença de armas atômicas americanos na Europa foi admitida oficialmente muito poucas vezes, apesar de que, segundo analistas citados em vários em veículos de imprensa, os EUA manteriam ainda cerca de 240 bombas em cinco países aliados (Alemanha, Bélgica, Itália, Holanda e Turquia).

No caso da Bélgica, um telegrama publicado pelo Wikileaks neste ano confirmava a presença de armas nucleares táticas na base de Kleine-Brogel, onde segundo o Grupo de Investigação e Informação sobre a Paz e a Segurança (Grip) haveria entre dez e 20 bombas do tipo B-61.

0 comentários :

domingo, julho 21, 2013

A natureza reage ao aquecimento esfriando o clima - segundo cientistas do Chile

Climatólogos chilenos: esqueçam o “aquecimento antropogênico”, a natureza está jogando do outro lado.

Patricio Aceituno, climatólogo da Universidade de Chile.

“O aquecimento global se interrompeu pelo fim do século XX ou nos primeiros anos deste século, situação essa que persiste e para a qual os cientistas ainda não encontraram explicação alguma”, afirmou categoricamente Patricio Aceituno, climatólogo da Universidade do Chile, para o jornal de Santiago “El Mercurio”

Essa paralisação já ganhou um nome em inglês: “climate hiatos” ou interrupção climática.

Aceituno voltou-se para a história do clima e achou o que não foi incluído na programação dos computadores dos aquecimentistas. 

Ao longo de décadas, séculos e milênios, sempre aconteceram fortes flutuações no clima cuja natureza – além dos fenômenos físicos associados – ainda são motivo de especulação.


“É natural, então, que certos mecanismos naturais que produzem mudanças no sistema climático global (incluindo a atmosfera, oceanos e superfícies cobertas pelo gelo) não estejam adequadamente representadas nas simulações dos modelos computacionais, fato que introduz incerteza sobre a evolução do clima planetário”.
Em palavras mais simples, Aceituno explica o que entrou pelos olhos da humanidade durante séculos: o clima está sempre mudando por razões que ainda escapam à sapiência humana. 

E que as predições catastróficas, ou outras, para os séculos futuros, pertencem à fantasia do homem, ou do computador que a fantasia do mesmo homem programou.

Para Aldo Montecinos, acadêmico do departamento de Geofísica da Universidade de Concepción, também no Chile, os modelos climáticos foram criados mais sensíveis do que a natureza no que se refere ao aumento dos gases estufa. Resultado: o que os alarmistas diziam acreditar e seus computadores apontavam não estava de acordo com a própria natureza.

No entanto, Aceituno tenta defender a teoria do aquecimento antropogênico com este argumento: a natureza reagiu ao aquecimento mau esfriando o clima. Em tal hipótese, a natureza, o planeta e o clima teriam jogado contra seus supostos defensores!

Confirmando essa defasagem entre o alarmismo “verde” e o que a natureza sempre fez, independente dos homens, Aceituno explica: 

“É possível que, a partir do fim do século XX, fatores naturais flutuantes tenham agido em sentido contrário ao efeito antropogênico, contribuindo para anulá-lo temporariamente.”

Mais uma vez, a natureza jogando contra!

René Garreaud, subdiretor do Fondap – Centro do Clima e Resiliência da Universidade de Chile – defende que esse “hiato” de esfriamento é apenas passageiro.

É preciso, diz ele, pensar nas projeções – que neste momento pertencem mais à esfera da profecia, da fiction ou da adivinhação – de médio e longo prazo. Estas sim, garante Garreaud, ratificam o aquecimento!

Aguardemos as décadas, séculos e milênios necessários para confirmar a teoria da Garreaud em boa paz. Sobretudo não tentemos acabrunhar o mundo com impostos extorsivos e planos delirantes enquanto o clima global continuar estabilizado ou esfriando.

Montecinos avisa a seus colegas para serem mais cuidadosos nas projeções, sobretudo nos apocalípticos anúncios de aumentos de mais de 4º C na temperatura planetária. 

“Esse cenário já não está se cumprindo”, alertou.

Porém, acrescenta o jornal “El Mercurio”, a maioria das publicações sustenta que a temperatura média do planeta aumentou constantemente nos últimos 150 anos, embora entre os anos 40 e 70 houvesse uma interrupção no mesmo aumento a ponto de os meios de comunicação falarem da próxima idade glacial porque a tendência era de resfriamento.

A temática do aquecimento-resfriamento global é muito séria para ficar nas mãos de grupos midiáticos à procura do sensacionalismo ou do lucro fácil.

Ou, em certos casos bastante perigosos, de ideologias extremistas vermelhas disfarçadas de verde. [Verde: A Nova Cor do Comunismo]

0 comentários :

sábado, julho 20, 2013

Detroit na bancarrota

A cidade de Detroit, no estado do Michigan, nos EUA, declarou bancarrota e pediu, na passada quinta-feira, a um tribunal federal proteção contra os credores. É a maior cidade norte-americana a declarar falência, segundo a imprensa norte-americana.

As edições online dos principais jornais norte-americanos avançaram com a notícia quando era quinta-feira à noite na Europa: uns citando despachos de agência, outros com peça própria, dão conta de um desfecho que se adivinhava e que acabou por se concretizar.

A cidade que é considerada o berço da indústria automóvel norte-americana, e que foi fundada há mais de 300 anos, não consegue sair do poço de dívidas em que tem vindo a afundar-se e, por isso, pediu proteção judicial ao abrigo do capítulo 9 do código de falências, que só se aplica às entidades municipais. Este artigo não prevê a liquidação da entidade que declara falência – como no caso de uma empresa –, mas antes uma reorganização do município. Um processo que foi usado 60 vezes nos EUA, desde a década de 1950, mas agora está em causa a maior falência municipal.

Em 2009, a Administração Obama ajudou financeiramente a salvar dois dos grandes nomes da indústria automóvel de Detroit, a General Motors e a Chrysler. Mas desta vez, a Casa Branca não pôs dinheiro à disposição do município para tentar inverter uma situação financeira cuja gravidade fica patente no défice orçamental anual de 100 milhões de dólares.

O principal jornal local, The Detroit News, relatava há uma semana a resposta da Casa Branca a perguntas de jornalistas sobre a situação difícil de Detroit. Durante uma conferência de imprensa em Washington, um porta-voz da Administração Obama, Jay Carney, declarou que o Presidente "estava a par da situação de Detroit", e que responsáveis federais e locais continuavam "em contacto", mas frisou que desconhecia "qualquer plano ou proposta que o Presidente tenha". "Mas estamos cientes da situação", frisou.

O valor da dívida, adianta por seu lado o New York Times, não é consensual, variando as estimativas "entre os 18 biliões e os 20 biliões de dólares". Isto dá entre 13.700 milhões a 15.200 milhões de euros, segundo a atual taxa de câmbio. A Reuters cita estimativas de 18.500 milhões de dólares.

De acordo com o jornal de maior expansão, o USA Today, o pedido de proteção formulado nesta quinta-feira dá início a um período de 30 a 90 dias, durante o qual será avaliado se o caso Detroit pode ou não enquadrar-se no referido capítulo 9. Em caso afirmativo, será feita uma seleção dos credores que poderão vir a reaver as dívidas, face aos recursos limitados que a cidade tem para oferecer, explica o mesmo jornal.

O prefeito Dave Bing (do Partido Democrata) tem tentado inverter a situação, ao captar investimento privado para a baixa da cidade. Porém, os resultados e proveitos daí decorrentes são uma gota no oceano das dívidas municipais.

Para a cidade, frisam dois jornalistas do NYT, este desfecho, é uma "recordação dolorosa da ascensão e queda da cidade". Na década de 1950, Detroit registava 1,8 milhões de habitantes. Atualmente está reduzida a 700 mil moradores, dezenas de milhares de edifícios vazios e abandonados (78 mil segundo a Reuters) e ruas sem iluminação. "Foi uma decisão difícil e dolorosa, mas acredito que não outra saída viável", argumentou o governador do Michigan, Rick Snyder (conservador do Partido Republicano), numa carta remetida ao tribunal.

Segundo a Reuters, nessa carta que acompanha o pedido de proteção judicial, o governador declara que aprovou um pedido do gestor externo nomeado para negociar uma saída, Kevyn Orr, que foi quem solicitou o início do processo judicial de proteção contra credores. "A cidade não dispõe de receitas suficientes para assegurar as suas obrigações, e a situação só irá piorar se não for tomada esta medida", escreveu Snyder.

Mesmo que o processo de falência possa ser, a longo prazo, transformado num novo início para Detroit, espera-se que o impacto a curto prazo seja mais desemprego, e mais dificuldades. Além disso, fica também, o estigma. Ao responsável pelas finanças do Michigan, Snyder escreveu ainda que imagina que muitos dirão que a cidade "bateu no fundo". Porém, acredita que será uma hipótese de um recomeço, sem o peso da dívida que não consegue pagar".

Nas últimas semanas, à medida que se adensava o risco de bancarrota, o município tentava negociar com credores e, ao mesmo tempo, com sindicatos de trabalhadores, na esperança de conseguir dilatar prazos de pagamento aos empresários e cortar nos benefícios aos trabalhadores.

Em Junho, há cerca de um mês, Orr apresentou um plano que deixaria muitos credores com muito menos para receber (dez cêntimos por cada dólar em dívida), avisando que recorreria sem hesitação à declaração de bancarrota caso as negociações se embrulhassem num impasse. Recentemente, dizem diferentes jornais americanos, o município falhou o pagamento de 40 milhões de dólares devidos ao fundo de pensões da cidade.

Segundo o gabinete de estatísticas norte-americano, o US Census Bureau, Detroit tinha, em 2010, 10% de população branca, muito longe dos 78,9% de brancos no Michigan. Nesse ano, a maioria da população era negra (78,9%), contrariando a tendência do estado, onde apenas 14,2% da população era afro-americana.

O Michigan, situado na região dos Grandes Lagos, fazendo fronteira com o Canadá, tem dado a vitória aos Democratas nas presidenciais desde 1992. É o nono mais populoso do país e o 11.º em área.

0 comentários :

quinta-feira, julho 18, 2013

2.550 ABORTOS REALIZADOS NO URUGUAI EM 6 MESES

Segundo dados do Ministério da Saúde Pública do Uruguai, desde que a lei de interrupção voluntária da gravidez foi aprovada há seis meses, já são contabilizados 2.550 abortos. A informação foi reportada pelo jornal El Nuevo Herald, de Miami (EUA).

Cáculos da autoridade indicam que foram realizados uma média de 426 abortos por mês, destacando que não se registraram mortes maternas, a não ser dos nascituros.

O Uruguai é governado pelo comunista e ex-terrorista tupamaro Pepe Mujica integrante do Foro de São Paulo, a organização comunista criada por Lula e Fidel Castro em 1990 e que tem reunião marcada em São Paulo no final deste mês.

A legalização do aborto no Uruguai teve forte repúdio de parte da população obrigando a uma consulta popular, o referendo. Entretanto, esse referendo fracassou pelo fato de que apenas 25% do eleitorado participou.

Notem que no Uruguai, como na Venezuela, Equador e Bolívia, países onde o Foro de São Paulo já conseguiu implantar o tal “socialismo do século XXI”, eufemismo usado para escamotear o verdadeiro nome desses regimes comunistas, os mecanismos democráticos, como o referendo e plebiscto são manipulados para aprovar tudo o que interessa ao regime.

Em tempo: Pepe Mujica também pretende estatizar o fornecimento da maconha e demais entorpecentes.

2 comentários :

A Conspiração Humana e Sobrenatural Guia o Avanço Rumo à Nova Ordem Mundial

Um erro comum hoje é acreditar que Satanás conspira contra Yaohu usando os eventos mundiais, porém sem que os líderes humanos participem conscientemente dos planos malignos. Segundo esse ensino, todas as profecias referentes ao fim dos tempos se concretizarão sem qualquer participação humana. O propósito deste artigo é demonstrar a realidade profética predita mais de 2.500 anos atrás, que no fim dos tempos, os líderes humanos, em aliança com as forças demoníacas, coordenarão um ataque contra Cristo.

A Bíblia diz que Satanás conspirará contra Yaohu nos últimos dias, tentando impor seu plano em todo o mundo, de forma a impedir que Yaohu estabeleça Seu plano divino. Além disso, a profecia bíblica prediz que o Diabo agirá por meio de homens ímpios selecionados para atingir seu objetivo. Mostraremos que a Bíblia realmente fala sobre essa conspiração (uma conspiração humana levada a cabo por homens que estão em aliança com Satanás) e que os cristãos devem esperar que isto aconteça.Vamos começar definindo o vocábulo "conspiração". Qual a definição de conspiração?

Primeiro, vejamos a definição de conspiração segundo o ex-presidente dos EUA, Thomas Jefferson:

"... uma série de opressões, iniciadas em um período distinto e seguidas de forma inalterada ao longo de todas as mudanças ministeriais, claramente prova que existe um plano deliberado e sistemático de nos reduzir à escravidão." [The Unseen Hand, de A. Ralph Epperson, pág. 196, leia a resenha].

Portanto, quando um estudante de História percebe que a política externa americana tem se dedicado à causa da "Novus Ordo Seclorum" (Nova Ordem Mundial) a expressão em latim inscrita no verso da nota de 1 dólar, desde 1776, ao longo de uma sucessão de vários ministros, esse estudante reconhece que os líderes do país estão envolvidos exatamente no tipo de conspiração sobre a qual o ex-presidente Jefferson alertou muitos anos atrás!

Ao olhar para a história americana e mundial desde a formação dos Mestres dos Illuminati, em 1 de maio de 1776, o estudante de História poderá reconhecer que os eventos históricos seguiram o violento caminho tão ardentemente defendido pelo fundador dos Mestres dos Illuminati, Adam Weishaupt.

De fato, quando produzimos nosso DVD "Riddles In Stone", uma das maiores autoridades maçônicas que entrevistamos declarou que os Illuminatis tinham vencido! Ele era o maior apologeta maçom americano e líder da Casa do Templo Maçônico, localizada a 13 quarteirões da Casa Branca. Ele nos surpreendeu ao afirmar categoricamente que a história do século 20 provou que os Illuminati venceram a batalha sobre outros líderes maçons moderados, com relação às táticas que seriam usadas na implantação da Nova Ordem Mundial.

O que ele quis dizer? Ele indicou que o século 20 foi repleto de sangue derramado em duas guerras mundiais, além do sangue adicional em inúmeras guerras de menor porte, assassinatos e intrigas políticas que derrubaram os governos de várias nações durante o último século. Ele estava correto. A história seguiu o exato caminho delineado pela retórica e planos específicos dos Mestres dos Illuminati liderados por Weishaupt. Obviamente, essa conspiração humana envolveu os líderes políticos e religiosos que detiveram o poder durante esse período de tempo. Para conhecer o ápice dessa conspiração humana, leia o plano maçônico para o surgimento do Anticristo no cenário mundial. Os detalhes completos podem ser encontrados no artigo N1015, "O Plano Demoníaco de Albert Pike Para a Implementação da Nova Ordem Mundial". Você ficará pasmo ao ver o poder de uma conspiração humana contra Yaohu, energizada por Satanás.

Agora, vejamos a definição de conspiração no dicionário: "Ato ou efeito de conspirar; maquinação, trama. Conluio secreto".

Agora, vamos à definição de "traição": "Crime de quem, perfidamente, entrega, denuncia ou vende alguém ou alguma coisa ao inimigo. Perfídia, deslealdade, aleivosia."Ambas as definições são do Novo Dicionário Aurélio.

As pessoas podem crer que os eventos históricos aconteçam como resultado de um plano, ou aleatoriamente, ao acaso. A Bíblia, porém, é muito clara ao afirmar que Yaohu controla os eventos mundiais. O cristão, portanto, deve crer convictamente que os eventos mundiais ocorrem como resultado da intervenção e controle divinos, os quais Ele executa a fim de que Seu plano para o mundo seja cumprido, e não o plano de Satanás. Considere os seguintes versos:


1. "Eu sou Yaohu  e não há outro Criador, não há outro semelhante a mim. Que anuncio o fim desde o princípio, e desde a antiguidade as coisas que ainda não sucederam; que digo: O meu conselho será firme, e farei toda a minha vontade... porque assim o disse, e assim o farei vir; eu o formei, e também o farei." [Isaías 46:9b-11].

2. "A sorte se lança no regaço, mas do Criador procede toda a determinação." [Provérbios 16:33].

Este entendimento é realmente incrível. Yaohu controla até mesmo o aparentemente casual ato de "lançar a sorte no regaço" ou o rolar de um dado. Nada está fora do controle de Yaohu, nem mesmo os mínimos detalhes.

J. D. Grush afirma no DVD "Armageddon, The Hidding Place and The Mount of Olives Mystery" que Yaohu controla os futuros eventos mundiais de forma tão restrita que aquilo que chamamos de "profecia" é simplesmente "a história que Yaohu previamente escreveu" ou "um registro histórico que ainda não aconteceu."

3. Apocalipse 17:12-13,17: (Este verso é extremamente importante para compreendermos os eventos à luz do fim dos tempos):

"E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Porque Yaohu tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Yaohu " (Nota: Estes dez líderes são o cumprimento de Daniel 7:7-8).

Uma vez que este verso ocorre no livro do Apocalipse e no contexto da Grande Tribulação, estamos sendo informados que o reinado do Anticristo surgirá como resultado de uma conspiração planejada e operada principalmente por seres humanos. Percebemos isso devido ao uso das palavras "um mesmo intento". Em termos humanos, seguir um mesmo intento, ou propósito, e agir segundo uma mesma idéia é algo que não pode ocorrer sem que haja um plano detalhado e criado conforme um acordo comum.

Em Amós 3:3, Yaohu diz: "Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?" Portanto esses dez líderes das supernações do fim dos tempos somente podem agir segundo "uma mesma idéia", pois eles mesmos criaram um plano-mestre em comum acordo!


A Nova Ordem Mundial

Vejamos agora outra passagem bíblica que revela que os líderes mundiais irão se consultar a fim de tramarem contra o Ungido do Pai, Yaohushua.  Uma vez que os líderes mundiais uniram-se em uma trama política contra Cristo somente no fim dos tempos, quando começaram a se dirigir rumo à Nova Ordem Mundial, este versículo precisa ser aplicado ao fim dos tempos.

Vamos examinar esta intrigante passagem bíblica, chamada por alguns de capítulo da "A Nova Ordem Mundial":
"Por que se amotinam as nações, e os povos tramam em vão?" (Salmos 2:1, Bíblia Almeida Revisada, Imprensa Bíblica).
Observe aqui os sinais reveladores de uma conspiração humana: líderes humanos amotinados (reunidos) para "tramar em vão". No Moderno Dicionário da Língua Portuguesa Michaelis podemos ver uma definição mais ampla da palavra "tramar".1) "Armar, maquinar."

2) "Plano de Jogo" — Os técnicos de futebol traçam planos antes de cada partida contra times adversários. Esses planos são incrivelmente sofisticados e complexos. De forma semelhante, o plano da Nova Ordem Mundial, ao qual tive acesso, é tão incrivelmente detalhado e perspicaz que muitas pessoas não conseguem acreditar que um plano assim possa ter sido criado no passado, e os céticos têm dificuldades em acreditar que esse plano foi criado entre 200 a 400 anos atrás.

"Conspirar" — Agora chegamos à base do capítulo "A Nova Ordem Mundial". Os líderes das nações "se reúnem" para "armar", "promover" e "tramar" uma conspiração contra Yaohu!

Ao examinamos o verso 2, podemos ver precisamente quem é aquele contra quem os líderes tramam uma conspiração maligna, e temos a confirmação de quem são os líderes humanos que se reúnem.
"Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos conspiram contra o Criador e contra o seu ungido." [Salmos 2:2].
Agora temos a confirmação sobre quem são os conspiradores profetizados! São os líderes humanos do fim dos tempos. Eles "se levantam" com o propósito de criar um plano de ação contra o o "Ungido" do Criador, que não é outro senão o próprio Yaohushua, o Messias. Na história mundial, esse tipo de plano conjunto contra a Antiga Ordem Mundial baseada no Cristianismo, tem ocorrido desde 1590, quando Sir Francis Bacon e a rainha Elizabeth I iniciaram a criação de um plano-mestre para estabelecer na América do Norte a mais poderosa nação de todos os tempos.

Em 1776 Adam Weishaupt criou seu conciliábulo satânico e sociedade secreta, que chamou de "Mestres dos Illuminati". O plano consiste em tomar posse violentamente de todas as nações do mundo com o objetivo de formar a Nova Ordem Mundial e colocar imediatamente o seu príncipe, o Anticristo, em cena. A sangrenta Revolução Francesa constituiu a primeira derrubada violenta de uma nação soberana, e todas as guerras, insurreições e assassinatos que ocorreram durante o século 20 podem ser atribuídas aos Illuminati.Continuemos agora com o verso 3.
(Eles dizem) "Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas." [Salmos 2:3, Idem].
Este verso define de forma exata e precisa o objetivo final do plano da Nova Ordem Mundial dos Illuminati: romper completamente a ordem nacional divina por todo o mundo, de forma a instituir uma ordem mundial baseada nos valores satânicos. Quais são esses valores? Além de revogar as leis divinas, Satanás deseja "liberar" a humanidade aperfeiçoada em um sistema no qual não existam regras.

Aleister Crowley sintetizou essa idéia em uma frase-chave, ao fazer a infame declaração: "Faça o que queres, isto será toda a lei."

Esta declaração significa literalmente que um satanista não reconhece nenhuma lei que possa restringi-lo! Todo o plano dos Illuminatis consiste em abolir as leis divinas, para que eles possam fazer tudo o que desejarem. Observe a ilustração de Moisés carregando a tábua dos Dez Mandamentos escritos por Yaohu  Mas, espere um minuto! Um exame minucioso das tábuas revela que elas estão em branco! As tábuas não contêm os mandamentos divinos.

Os Illuminati veneram Satanás a ponto de quererem abolir todos os mandamentos de Yaohu  levando-os a ilustrar Moisés segurando tábuas em branco, sem um único mandamento escrito!

Obviamente, esse plano "nada de regras" aplica-se somente aos líderes, à elite dos "homens aperfeiçoados". Todos aqueles que estiverem abaixo dos principais líderes são considerados escravos inferiores, e sobre seus pescoços será colocado o jugo da mais cruel ditadura absolutista de toda a história mundial. O escravos serão forçados a seguirem o mais penoso conjunto de regras jamais imposto à humanidade.

Para encerrarmos esta seção, Yaohu  revela em Salmos 3:1-3 que no fim dos tempos, os líderes humanos se unirão com o propósito de "tramar" e "traçar" como poderão se rebelar contra o Yaohu Altíssimo e Seu Ungido, de forma a abolirem os mandamentos bíblicos. Esse plano encaixa-se na definição de "conspiração".

Voltemos agora a Amós 3:3 onde o Criador declara: "Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?"

Se duas pessoas não podem andar juntas se não estiverem em acordo, como podem os dez maiores líderes da história mundial (sendo que esses são os líderes das dez supernações do fim dos tempos) caminhar juntos se não estiverem de acordo? Isto é impossível, e o resultado é uma gigantesca conspiração global iniciada pelas sociedades secretas luciferianas em 1590, quando a rainha Elizabeth I e Sir Francis Bacon planejaram como fazer emergir nas colônias da América do Norte a mais poderosa nação da história, com o objetivo de fazer com que essa nação guiasse todas as outras nações em direção a um único governo, uma única economia e uma religião ecumênica global, um sistema conhecido como Nova Ordem Mundial. Maiores detalhes históricos podem ser vistos no DVD "The New Atlantis", Volume 1 da série "Secret Mysteries of America's Beginnings", disponível em nossa livraria virtual.

O desejo de Satanás é tornar-se como Yaohu e derrotá-Lo (Isaías 14:12-14). Sua atitude original e sua rebelião contra Yaohu constituem a primeira conspiração autêntica da história. O conspirador, por definição, tenta derrubar a estrutura governamental existente a fim de estabelecer seu próprio estilo de governo. O plano não pode ser executado publicamente, pois os líderes do governo em exercício poderiam descobrir e deter os conspiradores. Portanto, o plano ou conspiração para derrubar o governo existente precisa ser posto em prática no mais absoluto sigilo, até mesmo utilizando-se do engano, o que torna esse tipo de plano ilegal. Isto, por definição, constitui conspiração e traição.

Desde a Torre de Babel, Yaohu planejou que o mundo fosse organizado e dividido em nações soberanas, enquanto que o plano de Satanás é abolir a soberania das nações em favor de um governo mundial único — uma ditadura absolutista baseada em valores luciferianos. Esta é a razão pela qual Satanás tenta abolir as mais de 170 nações soberanas existentes hoje, substituindo-as por um governo mundial único. Se os discípulos de Satanás tentassem derrubar os governos soberanos de forma aberta, com certeza seriam descobertos e detidos pelas autoridades existentes.

Além disso, os cidadãos dos países soberanos exigiriam que esse terrível plano fosse impedido. Se toda a população mundial compreendesse plenamente que seus líderes, membros de sociedades secretas, planejam assassinar mais de 90% da população, as pessoas se levantariam em um protesto gigantesco e sem precedentes, para exigir que os conspiradores sejam presos e executados. Os Illuminatis sempre temeram um levante geral da população.

Portanto, isto obriga os homens de Satanás a executarem seu plano de forma secreta, até que ele esteja tão avançado que ninguém mais possa detê-los. Isto, por definição, constitui conspiração e traição.


Daniel 10 — Guerra Espiritual nas Regiões Celestiais

Abra sua Bíblia no capítulo 10 do livro de Daniel. Nesse capítulo, o profeta Daniel começa orando a Yaohu ara ter um maior entendimento a respeito da história profética futura da nação de Israel. Yaohu  enviou um anjo com a resposta a Daniel logo no primeiro dia em que ele começou a orar (verso 12). Entretanto, o anjo foi impedido de chegar a Daniel por três semanas inteiras! O que poderia ter acontecido para impedir que um anjo de Yaohu chegasse à Terra por três semanas, sendo que o tempo normal de "transporte" é menos de um segundo? A resposta está no verso 13:
"Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia."
Essa passagem nos diz que um anjo de Yaohu foi atacado por um ser demoníaco mais poderoso do que ele, e foi impedido de chegar a Daniel por três semanas inteiras. Aposto que você não sabia que existem demônios que são mais poderosos que alguns anjos de Yaohu.

Além disso, vemos que o único modo pelo qual esse anjo conseguiu vencer o demônio foi pedindo ajuda a Miguel, o anjo guardião responsável pela defesa de Israel. Assim que Miguel veio em seu auxílio, o anjo pôde ir até Daniel para revelar a resposta de Yaohu às suas preces.

No entanto, em seguida, o anjo diz algo ainda mais surpreendente: no verso 20 ele diz que, ao retornar, terá de participar de uma batalha que está em andamento entre os anjos de Yaohu e os seres demoníacos "príncipe da Pérsia" e "príncipe da Grécia". O reino da Grécia, na época em que isso foi escrito, nem mesmo existia! Assim, somos levados a compreender que, na esfera celeste, tanto os anjos de Yaohu quanto os seres malignos estão lutando pelas nações muito antes de chegar o tempo de elas surgirem no cenário mundial.

Agora, observe que esses seres demoníacos são referidos como "príncipes". Em Daniel 10, a palavra para "príncipe" é sar, item 8269 na Concordância de Strong. Os significados para essa palavra são: capitão, chefe, governador ou senhor. Em outras palavras, esse ser demoníaco referido possuía poder de mando ou de autoridade. Tenha isso em mente, pois faremos referência logo mais neste artigo.

A verdadeira imagem da qual se fala aqui é que tanto Yaohu quanto Satanás encarregam seus emissários sobrenaturais de influenciarem os líderes humanos das nações individuais ao longo da história. O anjo tenta fazer o rei tomar decisões que implementarão o plano de Yaohu  enquanto o demônio tenta influenciar o rei a tomar decisões que servirão aos propósitos de Satanás.

Felizmente, Yaohu nos dá uma visão mais clara desse aspecto terrivelmente importante da guerra espiritual nas regiões celestiais.

Em Isaías 14:1-11, Yaohu ironiza o ímpio rei humano de Babilônia que vai morrer em seguida e ser levado ao inferno. No verso 11, Yaohu diz como a pompa e a magnificência do rei da Babilônia serão transformadas em nada, quando ele descer à sepultura. Então, de repente, no verso 12, Yaohu fala diretamente a Satanás, dizendo que terá o mesmo fim (versos 15-19).

No primeiro momento, Yaohu ironiza o rei humano de Babilônia e, no momento seguinte, ironiza Satanás com o mesmo linguajar, a mesma terminologia, o mesmo fim. Veja, Satanás estava agindo por trás do rei da Babilônia o tempo todo, influenciando suas decisões e seus pensamentos.

Temos uma percepção ainda mais clara dessa batalha sobrenatural que envolve as nações em Ezequiel 28:12-19. No verso 12, Yaohu fala ao rei de Tiro:
"Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Assim diz o Criador Yaohu  Tu eras o selo da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura."
Embora essas palavras sejam muito lisonjeiras para um rei humano, Yaohu está mesmo falando ao rei de Tiro. No entanto, no próximo verso, vemos que Yaohu está também falando a Satanás!
"Estiveste no Éden, jardim de Yaohu."
O que?! O rei de Tiro não estava vivo fisicamente na época do jardim do Éden, mas Satanás estava. Assim sendo, Yaohu está falando, mesmo no verso 12, a Satanás, que é o poder por trás do trono do ímpio rei de Tiro!

Voltando a Daniel 10, vemos que Satanás nem sempre intervém pessoalmente em todos os governantes das nações, mas delega essa responsabilidade aos seus demônios soberanos mais poderosos. A missão deles é estar constantemente acompanhando os reis para os quais foram designados, influenciando seus pensamentos, planos, sentimentos e emoções, para que tomem medidas que favoreçam os planos de Satanás.

Yaohu, por outro lado, encarrega seus anjos poderosos da mesma tarefa com os mesmos líderes humanos. Embora Yaohu tenha o poder para vencer todas as batalhas, se assim decidir, Ele atua em Sua soberania de forma a não ganhar todas elas. Entretanto, Satanás não obtém vitória alguma que possa fazer com que Yaohu perca a guerra. Os objetivos, planos e profecias de Yaohu sempre serão cumpridos. No entanto, como em qualquer guerra programada, será permitido a Satanás "conquistar" algumas vitórias sobre os anjos de Yaohu.

Isto ocorre especialmente à medida em que o mundo se dirige para o tempo do fim. Yaohu está interessado em ver Satanás e seus homens malignos cumprindo Suas profecias de forma precisa, como descrito em Apocalipse 17:17, citado anteriormente. Desse modo, o Espírito Santo gradualmente retirará Seu poder de restrição, como o apóstolo Paulo revela em 2 Tessalonicenses 2. Yaohu está forçando Satanás a guiar seus líderes ímpios em direção a um plano que cumprirá precisamente as profecias divinas!

Além disso, considere que 500 anos terrestres são somente metade de um dia para Yaohu  Portanto, quando relatamos que o plano-mestre da Nova Ordem Mundial começou em 1590, isto é, apenas 422 anos atrás, isto é menos de meio dia segundo o modo como O Criador conta o tempo:
"Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Pai Celestial é como mil anos, e mil anos como um dia." [2 Pedro 3:8].
A guerra descrita em Ezequiel 38-39 se encaixa de alguma forma nessa última categoria. Satanás receberá a permissão de trazer o líder humano da Rússia até a fronteira de Israel nos "últimos dias". Na verdade, a imagem aqui é que Yaohu deliberadamente forçará o demônio soberano Gogue a atacar Israel. (Leia maiores detalhes no artigo N1319, "Possível Identificação na Bíblia do Demônio Soberano da Rússia.").


Citações dos Illuminatis Enaltecendo Seu Próprio Plano

Deixemos que os líderes do Movimento de Nova Era tenham a palavra final, uma vez que eles próprios já divulgaram audaciosamente seu plano para o mundo.
"O roteiro deles está agora escrito, sujeito somente à edição de último minuto e instruções do palco. O próprio palco, embora ainda na escuridão, já está quase pronto... A maioria dos atores principais, suspeita-se, já assumiu seus papéis. Em breve, será o tempo para eles virem ao palco, prontos para que as cortinas sejam levantadas. O tempo para ação terá chegado." [The Armageddon Script, Peter LeMesurier, St. Martin's Press, 1982, New York, NY, pág. 252; leia a resenha.)
"Quando vier o nosso reinado, nossos oradores raciocinarão sobre os grandes problemas que emocionaram a humanidade, para levá-la afinal ao nosso regime salutar. Quem duvidará, então, que todos esses problemas foram inventados por nós de acordo com um plano político que ninguém adivinhou durante séculos?" [Protocolos dos Sábios de Sião, fim do Protocolo 13].

Veja, o cenário da Nova Ordem Mundial foi planejado minuciosamente e seus atores seguem desígnios escritos de antemão. Esta é a peça teatral mais cuidadosamente planejada e encenada que já existiu. De fato, essa peça está em processo de encenação desde 1590, quando a rainha Elizabeth I e Sir Francis Bacon deram ouvidos aos seus espíritos familiares (na Sociedade Rosa-Cruz) que os orientaram a planejar para que a maior nação na História mundial emergisse na América do Norte. Se os planejadores da Nova Ordem Mundial admitiram que todo o seu plano foi escrito previamente, e a Bíblia confirma esse fato, por que você ainda resistiria em admitir que os eventos de nossa época atual foram planejados de antemão? Grandes eventos estão planejados, pois o homem possui o poder de realizá-los, com a ajuda sobrenatural de Satanás. Não se deixe enganar pelos comentaristas na mídia que tentam desarmar suas defesas, fazendo com que o conceito de conspiração pareça piada. O próprio fato de serem feitos atualmente tantos esforços concentrados para desacreditar a idéia de conspiração é um forte argumento para acreditarmos que ela realmente existe.

Podemos também compreender que os eventos finais planejados que levarão o mundo para a Nova Ordem Mundial, estão certamente muito próximos de acontecer. Exatamente conforme a Bíblia prediz, uma conspiração humana surgirá nos últimos dias a fim de sistematicamente levar o mundo até o ponto em que a Antiga Ordem Mundial, baseada em valores cristãos, seja abolida e substituída pela Nova Ordem Mundial, o reinado do Anticristo.

O próprio fato de vermos o mesmo plano opressivo sendo levado a cabo nos últimos 400 anos, durante "várias trocas de ministros" (isto é, mesmo com a alternância entre os partidos políticos), nos diz que a profecia do fim dos tempos está sendo cumprida.


Uma Surpreendente Charge Política de 1911 Capitalistas Ocidentais Criando o Comunismo = Nova Ordem Mundial

Esta charge política foi criada por Robert Minor e publicada no jornal St. Louis Dispatch, em 1911. Naquele ponto na história, os laços entre o Comunismo de Marx e o Capitalismo eram muito mais conhecidos do que nos dias atuais.

Karl Marx está sendo recebido com uma parada em Wall Street. Como você sabe, uma parada com serpentinas é um evento feito para receber apenas os mais famosos, influentes ou mais poderosos homens do mundo. Portanto, uma vez que Karl Marx é recebido com uma parada, sendo ovacionado pelas multidões entusiasmadas, isso significa que os políticos americanos e líderes empresariais o consideravam um dos maiores homens do mundo naquela época.Agora, olhe atentamente para Karl Marx nesta charge.

Marx carrega sua tese sobre o Socialismo (Comunismo) debaixo do braço, enquanto é cumprimentado por vários dos mais proeminentes homens de negócios do mercado financeiro em Wall Street. Este fato nos diz que Marx está sendo congratulado pela criação do Manifesto Comunista. Políticos ocidentais e homens de negócio apóiam entusiasticamente o Manifesto.

Agora, vamos analisar quem são esses proeminentes homens de negócio que aguardam sua vez para cumprimentar Karl Marx:
  1. George Perkins, apertando a mão de Marx, era na época parceiro do banqueiro J. P. Morgan.
  2. Andrew Carnegie (Andy) está esperando atrás de Marx com a mão estendida.
  3. J. P. Morgan está tirando o chapéu para Marx.
  4. John D. Rockefeller à direita de Marx, sorri presunçosamente.
  5. John Ryan, do National City Bank, aparece ao lado de John D. Rockefeller.
Por que os principais homens de negócio dos EUA estão tão contentes com as teorias de Marx? O motivo é que por meio da utopia idealizada pelo Comunismo eles poderiam ter um monopólio absoluto sobre todos os aspectos da economia mundial. Isto oferece a perspectiva de obter riquezas incomensuráveis.

Agora, vamos examinar um dos politicos retratados na charge: o lado político do plano da Nova Ordem Mundial é representado pelo ex-presidente americano Theodore Roosevelt, mostrado com seu típico sorriso "cheio de dentes". (Fonte: Wall Street And The Bolshevik Revolution, de Anthony Sutton).

Veja, esses politicos e homens de negócios proeminentes sabem que na realidade Karl Marx não criou o Comunismo. Em nosso Seminário 2, mostramos que o Comunismo foi criado entre 1846 a 1848 por doze maçons de grau elevado com o propósito de criar especificamente um sistema oposto (Antítese) à tese ocidental predominante. Na visão demoníaca que o líder maçom Albert Pike teve em 1870, ele recebeu as instruções de como os Illuminati iriam colocar o Anticristo em cena. O Comunismo foi selecionado para ser a "força dinâmica" para produzir a Nova Ordem Mundial. Veja, os maçons Illuminati crêem que "Conflito Controlado Produz Mudança Controlada". Essa equação é definida pela fórmula "Tese x Antítese = Síntese". Deste modo, as forças capitalistas ocidentais que batalharam contra o Comunismo durante a Guerra Fria produziram a Nova Ordem Mundial. (Leia o artigo N1007, "Tese x Antítese = Síntese".)

A principal verdade expressa nesta charge política é a de que os principais homens de negócios e políticos americanos estavam tão entusiasmados em finalmente ver a criação do Comunismo que receberam Karl Marx com todas as honrarias de uma parada. Lembre-se, o Comunismo era apenas uma teoria em 1911. A Rússia Czarista só foi derrubada por Lenin em 1917. Portanto, o entusiasmo exibido por esses líderes políticos e empresariais baseava-se unicamente no entendimento que tinham do papel que o Comunismo exerceria nos eventos mundiais. Esse entendimento constitui a principal essência da conspiração humana.

Em breve, muito em breve, o Anticristo surgirá a passos largos, emergindo de uma Terceira Guerra Mundial planejada para trazê-lo ao cenário mundial.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia a dia.

A Espada do Espírito

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo