quinta-feira, julho 25, 2013

Vale Cultura já está na Presidência da República

Trata-se de uma poderosa ferramenta de doutrinação ideológica para as massas: todos sabemos que a classe artística é composta majoritariamente de chupas-tetas estatais. O que o vale-cultura se propõe é prover bilheteria para eventos artísticos que de outra maneira restariam com suas respectivamente plateias vazias!

Desta forma, produz-se artificialmente o lucro com que os produtores possam pagar pelos subsídios e empréstimos tomados a juros camaradas e avaliações de risco relaxadas junto ao Ministério da Cultura.

É praticamente o mesmo que aconteceu com a lei que obriga os canais de tv's pagas a exibirem filmes nacionais em horários nobres. Os consumidores passaram a ser obrigados a pagar por aquelas porcarias de filmes ideologicamente engajados sob o dirigismo da Ancine - e aqui pouco importa se venham a assisti-los - vão pagar de qualquer jeito, propiciando desta forma que os produtores tenham meios artificialmente criados de pagar pela captação de recursos junto àquele órgão.

Para que o leitor tenha uma ideia do descalabro por meio de um paralelo, é como se o governo desse o dinheiro para os moradores de um bairro comprarem o pãozinho e o leite da padaria aprovada pelo governo e construída por meio de privilegiados empréstimos estatais. Assim é bom ser empresário, né?

Segundo o Portal Brasil, "cerca de 18 milhões de brasileiros podem ser beneficiados com o Vale-Cultura, representando um aumento de 11,3 bilhões na cadeia produtiva da cultura".

Reciprocamente, como dinheiro não é maná, tal vulto faltará às polícias, escolas, hospitais e à infra-estrutura nacional, absolutamente entregues às baratas, como também faltará para a criação de empregos genuinamente produtivos e que os brasileiros se disponham espontaneamente a contratar segundo seus critérios pessoais de urgência e conveniência. [Portal Brasil]

0 comentários :

Blogger Template by Clairvo